Menu Close

Posse vs Pragmatismo

Portugal recebeu Espanha num jogo de preparação em Alvalade que contou com público nas bancadas. Persistiu o nulo num jogo onde Espanha controlou através da posse e Portugal teve situações claras de golo em ataques rápidos.

Primeira parte de domínio total espanhol o que levou Fernando Santos a alterar a estratégia no segundo tempo. Espanha foi obrigada a alterar a sua ideia de jogo. Sem espaço entre linhas para o passe entrar e desequilibrar a defensiva portuguesa, teve de procurar mais as zonas laterais e também as costas da defesa quando Portugal subiu mais o seu bloco. As entradas de William, Bernardo e Rúben Dias foram determinantes no ajuste posicional da seleção portuguesa. Portugal deixou de pressionar tão alto e criar espaços para Espanha explorar e com bola demonstrou mais critério na circulação e gestão da posse.

Com estas alterações, o conjunto português assumiu uma postura mais pragmática, baixando o seu bloco e explorando as transições rápidas. As melhores ocasiões no segundo tempo surgiram do lado de Portugal com Ronaldo e Renato Sanches a rematarem à barra da baliza defendida por Kepa. Momento de transição ofensiva com a seleção nacional a aproveitar o balanceamento ofensivo de Espanha para atacar o espaço em profundidade e criar perigo.