Menu Close

Pouca eficácia mancha exibição positiva

A Espanha entrou com o pé esquerdo no Campeonato da Europa. Apesar da boa exibição, a seleção espanhola não encontrou o caminho da baliza e empatou sem golos com a Suécia. ‘La Roja’ foi dominadora, mas revelou uma falta de eficácia que deixa o empate a saber a pouco.

A equipa espanhola atuou no habitual 4-3-3, com Rodri na posição ‘6’ e Pedri e Koke a atuarem como interiores. No ataque, Dani Olmo e Ferrán Torres atuaram pelos flancos e Álvaro Morata foi o escolhido de Luis Enrique para jogar na posição mais adiantada do terreno.

A Suécia defendeu em 4-4-2, com linhas bem juntas e a pressão a ser ativada assim que a bola chega aos flancos. Os suecos apresentaram um bloco médio/baixo e tentaram conter o jogo interior espanhol e forçar o adversário a jogar por fora do bloco.

Perante a estratégia sueca de fechar o espaço interior, a Espanha apresentou uma dinâmica frequente na saída de bola: projeção do lateral no flanco, movimentação interior do extremo e um dos médios interiores a recuar para o espaço deixado em aberto pela subida do lateral de forma a assumir a construção.

De um modo geral, a Espanha foi superior e até fez o suficiente para levar os três pontos. Contudo, a Suécia manteve-se coesa defensivamente, fechou ao máximo os caminhos para a baliza e beneficiou ainda da pouca eficácia espanhola para conseguir retirar um ponto deste encontro, que deixa animada a luta pelo primeiro lugar do grupo.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.