Menu Close
[:pt]O Manchester United de José Mourinho iniciou a pré-época nos Estados Unidos com um amigável frente aos mexicanos do Club América.

O técnico português já comentou as dificuldades que tem vindo a sentir neste arranque de época 2018/2019 face aos ‘mundialistas’ que ainda não se encontram disponíveis.

Certo é que o primeiro jogo terminou com um empate e com os ‘Red Devils’ a sentirem muitas dificuldades em entrarem no bloco do Club América que se apresentou em 4-4-2 e com as linhas bem compactas.

Sem Pogba e Matic, Mourinho escolheu Andreas Pereira, Herrera e McTominay para o meio-campo. Mata alinhou na direita mas sempre a procurar terrenos interiores para apoiar Martial. Na esquerda o jovem Mitchell foi o escolhido para ocupar a posição de extremo esquerdo. A equipa à imagem daquilo que tem vindo a fazer nas épocas anteriores, continuou a criar situações de perigo através de transições rápidas e contra-ataques com Mata a comandar a manobra ofensiva mas ainda assim insuficiente para conseguirem controlar e dominar o Club América.

Por outro lado, os mexicanos sentiram-se à vontade com e sem bola. O golo de Henry Martín é prova disso mesmo. Começaram a construir a partir de trás sem qualquer pressão dos homens do United e a bola entrou na faixa onde conseguiram criar situação de superioridade numérica. Não existe aproximação ao portador de bola que acaba por cruzar com tempo e espaço e encontrar o avançado mexicano sozinho entre os centrais Bally e Smalling, cabeceando à vontade.

O United cresceu na partida com a entrada de Tahith Chong o jovem extremo holandês de apenas 18 anos. Um jogador que já demos a conhecer em 2016 no Europeu Sub-17 através de uma menção honrosa e mais tarde com uma análise individual.

Análise Euro Sub-17

Tahith Chong

Chong é um extremo irreverente e evoluído tecnicamente que pode actuar nas duas faixas. Começou na direita mas também pisou terrenos na esquerda. O médio esquerdino mexeu com o jogo e foi sempre muito interventivo nas suas acções. É dos pés dele que nasce o golo do empate de Mata na sequência de um cruzamento. Trata-se de um jogador rápido e ágil, além de ter melhorado bastante o seu compromisso defensivo e o seu posicionamento em organização defensiva. Característica que Mourinho valoriza num extremo. Durante os 30 minutos que esteve em campo completou 3 desarmes (Bailly e Smalling em 90 minutos fizeram 6 e 2 respectivamente). Mostrou ser um jogador voluntarioso e que procura um lugar no plantel principal. Dadas as suas características é um jovem que pode vir a ter algumas oportunidades ao longo da temporada, uma vez que se enquadra no modelo de jogo de José Mourinho.

https://streamable.com/ymf2w

O United ainda vai crescer muito até ao primeiro jogo oficial, principalmente depois da chegada dos 12 ‘mundialistas’ que vão acrescentar qualidade à equipa base de José Mourinho. Falamos de De Gea, Rojo, Lindelof, Phil Jones, Young, Matic, Pogba, Fred, Fellaini, Lingard, Rashford e Lukaku. Além de Alexis Sánchez que já foi autorizado a viajar para os Estados Unidos. Com a chegada destes jogadores o Manchester United volta a ser a equipa que todos pretendem, mais próxima de lutar lado a lado com o Manchester City pelo título em Inglaterra.

Com a chegada de Fred, Mourinho poderá apostar num meio-campo a três com Matic, Fred e Pogba. Libertando o médio francês para missões mais ofensivas como fez durante o Mundial na Rússia e onde parece ser o seu espaço preferido, tirando proveito das suas melhores características. O sector intermédio sentiu dificuldades no jogo frente ao Club América com poucas soluções dentro do bloco do adversário e sempre muito parados na procura constante da bola. Um amigável que terminou empatado com uma exibição pouco positiva mas com a certeza que Tahith Chong pode encontrar o seu espaço no plantel principal esta temporada.

https://streamable.com/zufvj[:]