Menu Close

Radonjic: sérvio talentoso quer passar de antiga promessa a certeza

O Benfica assegurou o empréstimo do sérvio Nemanja Radonjic, vindo do Marselha. O extremo da equipa francesa tem tido uma carreira cheia de altos e baixos. Apareceu ainda muito jovem no Partizan (uma das melhores escolas do mundo), transferiu-se para a Roma ainda com idade de adolescente e era considerado um dos maiores talentos da Europa mas acabou por desiludir e por se iludir com o estrelato. Problemas comportamentais, ausências a treinos e saídas à noite. O jovem sérvio ainda não estava preparado para o mais alto nível e, de empréstimo em empréstimo, acabou por regressar ao país natal para os rivais do Estrela Vermelha, onde voltou à melhor forma e conseguiu em apenas uma temporada, mais uma vez, uma transferência para uma equipa de um campeonato top-5 europeu, desta vez o Marselha. Entre minutos no clube francês e mais recentemente empréstimos à Bundesliga, o sérvio chega ao Benfica com vontade de jogar com regularidade e, finalmente, passar de antiga promessa a certeza do futebol europeu.

Passando do contexto para as suas qualidades, se falássemos só do melhor Radonjic estaríamos a falar de um jogador que chega para ser dos melhores da nossa liga. Extremo forte fisicamente onde junta capacidades motoras a uma estatura interessante. É com a bola nos pés que o sérvio brilha: irreverente, gosta de arrancar para cima dos defesas, tem uma técnica apurada e, ao contrário do que tem acontecido com muitos extremos do clube da Luz nos últimos anos, tem uma facilidade em marcar golos tanto dentro como fora da área que impressionam. Técnica de extremo, finalização de ponta-de-lança, e um perfil que pode ser muito interessante no 3-4-3 de Jorge Jesus, onde os “extremos” passam muito tempo perto das zonas de finalização. Partindo principalmente do corredor esquerdo, Radonjic é forte com os dois pés, tornando-o imprevisível cada vez que arranca com a bola em situações e 1v1: tanto pode ir até à linha de fundo e cruzar, como pode vir para o meio e utilizar o seu forte remate em zonas frontais ou mesmo combinar com colegas próximos dele.

A carreira de Radonjic tem sido marcada por uma irregularidade tremenda, um feitio que nem sempre é fácil de lidar, mas ultimamente o sérvio parece estar num caminho mais calmo e profissional tentando, como referi, passar de promessa a certeza. Numa altura em que Everton Cebolinha parece não convencer a 100% e com Pizzi a ser bastante irregular nas suas exibições, Radonjic chega para trazer um perfil ainda mais agressivo e vertical ao jogo benfiquista, juntando-se a jogadores como Rafa, Gonçalo Ramos, Yaremchuk ou Darwin. Fiquem com alguns dos melhores momentos do sérvio nas últimas duas épocas, (Marselha, Hertha de Berlim e seleção Sérvia, onde marcou a Portugal), com assistências, golos e passes chave do extremo que chega ao plantel de Jorge Jesus:



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.