Menu Close

Resumo Individual Liga NOS 2020/2021

A ProScout decidiu analisar alguns dados individuais da Liga NOS 2020/2021. De forma a considerar apenas uma amostra estatisticamente significativa e relevante, retirámos da nossa base de dados jogadores com menos de 10 jogos.

Desarmes

No capítulo defensivo, a nível de desarmes, é possível ver a eficácia de jogadores como Jackson Porozo (92%), David Carmo (88%) e Diogo Queirós (87%). Curiosamente o top 3 é constituído por jogadores sub-22. O defesa do Boavista tem em média 1,3 desarmes por jogo, o central do Braga 2,1 e Diogo Queirós 0,75. Jan Vertonghen é o primeiro jogador da lista dos primeiros quatro classificados no que toca a jogadores com melhor eficácia de desarme. O belga aparece em 7º lugar com 79% de sucesso, um dado demonstrativo da importância e da qualidade de Vertonghen na defesa do Benfica.

Relativamente ao número de desarmes por jogo, destaque para o top 5 ser constituído maioritariamente por médios. João Palhinha (Sporting) e Jean (Marítimo) têm em média 6 desarmes por partida, com uma eficácia de 56% e 54% respectivamente. Logo a seguir surge o lateral direito do Nacional, Kalindi, com 5,6 desarmes por jogo e 53% de sucesso. Paulinho do Boavista aparece na 4ª posição com 5,5 desarmes e 46% de eficácia e Fábio Pacheco do Moreirense fecha o top 5 com 5,4 desarmes e 48% de eficácia.

Passes

A nível de passes podemos destacar os jogadores que criam mais oportunidades para a sua equipa através de key passes. O top 5 é constituído por quatro jogadores do top 3 e ainda Ricardo Quaresma. Otávio é o jogador da Liga com mais passes chave por jogo (1,96). Segue-se Pedro Gonçalves (1,91), Corona (1,83), Pizzi (1,56) e o extremo do Vitória (1,54).

No capítulo da eficácia, o top 5 conta com dois médios defensivos e três defesas centrais. Daniel Bragança (93%) e os restantes com 92%, Bruno Rodrigues, Julian Weigl, Pepe e Diogo Leite. Dos cinco, o médio alemão é quem completa mais passes por jogo, em média 60.

Dribles

A nível de dribles podemos destacar os elementos mais irreverentes e criativos do nosso campeonato. Os jogadores no canto inferior direito com 100% de eficácia são centrais com poucas tentativas de dribles e por isso pouco relevantes do ponto de vista estatístico.

Destaque para Rafa Silva com 7 dribles por jogo e uma eficácia de 63%. Com 6 dribles por jogo também há Rochinha, Rúben Vinagre, Marcus Edwards e Gil Dias, com 56%, 57%, 60%, 62% e 63% de sucesso respectivamente.

Ataque

Ofensivamente decidimos olhar para os avançados com menos de 21 anos que alinharam esta temporada na Liga NOS. Estes jogadores são os que apresentam números para analisar e comparar entre eles. Nem todos marcaram golos e nos gráficos correspondentes são apresentados somente aqueles que conseguiram meter a bola nas balizas dos seus adversários.

NomeNacionalidadeEquipaIdade
Abel RuizEspanhaSporting de Braga21
Darwin NuñezUruguaiBenfica21
Derik LacerdaBrasilMoreirense21
EvanilsonBrasilPorto21
Gonçalo RamosPortugalBenfica19
JeffersonBrasilMarítimo21
Leonardo CampanaEquadorFamalicão20
Lyle FosterÁfrica do SulVitória Sport Clube20
Noah HolmNoruegaVitória Sport Clube19
Pedro MendesPortugalNacional21
Samuel LinoBrasilGil Vicente21
Tiago TomásPortugalSporting18

Golos

Analisámos a capacidade goleadora dos avançados que marcaram pelo menos um golo pela sua equipa nesta edição da Liga NOS.

O primeiro gráfico representa os golos marcados versus os minutos jogados pelos 6 jogadores que já fizeram beijar a bola no fundo das redes.

Destaque para Samuel Lino com o número de golos marcados, destacando-se dos outros avançados com os 9 tentos obtidos. No entanto, o mais eficaz é Gonçalo Ramos que apenas em 94 minutos obteve 2 golos. O avançado do Benfica conseguiu a proeza de marcar um golo por cada 47 minutos.

Os restantes avançados pelos golos marcados e pelos minutos jogados encontram-se de acordo com a linha de tendência do gráfico.

No gráfico seguinte podemos constatar que o mais rematador por cada 90 minutos jogados às balizas dos adversários é Gonçalo Ramos com 3,98 remates. O avançado português e Leonardo Campana são os mais concretizadores e conseguem atingir os 40% de conversão.

Acima das médias dos remates em cada 90 minutos encontram-se dois jovens (Evanilson e Darwin Núñez) mas não conseguem estar acima da linha média da conversão de golos. Neste gráfico podemos destacar Evanilson que apesar de alinhar em 15 jogos e atuando 449 minutos apresenta um rendimento interessante na conversão de remates em golos.

No gráfico seguinte concluímos de que e além de Samuel Lino estar acima da linha de tendência também se encontram os jovens Darwin Núñez e Gonçalo Ramos. De acordo com a linha de tendência Samuel Lino tem 3 golos acima do expectável observado. Um jovem com faro para o golo.

Uma componente importante na análise tem a ver com a capacidade dos jogadores rematarem à baliza. No gráfico seguinte encontramos alguns números curiosos na observação dos mesmos. Um facto interessante é que 1 dos 12 jovens – Lyle Foster – que tem mais eficácia nos remates à baliza não marcou nenhum golo. Só Leonardo Campana tem mais eficácia nos remates e conseguiu meter 2 vezes a bola nas balizas dos adversários. Aconteceu na jornada 28 contra o Gil Vicente e na jornada 29 contra o Tondela.

Já os mais rematadores são os têm mais golos mas com menos percentagem de remates à baliza. Darwin Núñez com 57 remates e 22 à baliza, Samuel Lino com 51/22 e Tiago Tomás com 32/13.

Assistências

Nem só de golos vivem os avançados. Uma forma de se analisarem os jogadores é que não podemos dissociar os golos com o trabalho de equipa desenvolvido pelos avançados. Um dos factores que evidenciam as caraterísticas dos jogadores é a sua capacidade de ajudar a equipa e neste ponto iremos ver a capacidade de ajuda para a equipa na questão das assistências.

No gráfico seguinte são apresentados os números das assistências por minutos jogados. Darwin Núñez e Abel Ruiz são os destaques nas assistências e denotam a sua intervenção no trabalho de equipa. Com o seu contributo, com 3 e 10 assistências, nomeadamente Abel Ruiz e Darwin Núñez, o rendimento da equipa aumenta e poderão ser criadas novas situações de finalização.

Duelos Aéreos

Outros dos aspectos a considerar na posição de avançado é a capacidade de ganhar duelos aéreos no último terço do campo. A mobilidade ou o posicionamento dentro da área dos 11 metros é determinante quando temos jogadores com a capacidade de ganhar os duelos aéreos.

O gráfico seguinte espelha os Duelos Aéreos Ganhos versus os Duelos Aéreos por 90 Minutos. Estes duelos incluem quer os atacantes, quer os defensivos quando os avançados têm tarefas defensivas.

Da observação do gráfico o jovem com mais duelos aéreos ganhos é Gonçalo Ramos com 70% valendo-se da sua altura de 1,85m. Já com 1,80m, Tiago Tomás, é o jovem que menos duelos ganha (18%).

Dribles

Um avançado não vive só de golos e para se completar tem que ter a capacidade de drible para muitas vezes no duelo directo com o defesa ganhar espaço e ter espaço para rematar.

O destaque neste ponto recai sobre 3 avançados que se situam acima da linha de tendência dos 50%. Samuel Lino com 67% de sucesso nos dribles e Abel Ruiz e Evanilson com 56% são os mais criativos. Se analisarmos aqueles que tentam mais fintar o adversário não podemos deixar de fora Tiago Tomás que conseguiu com sucesso 28 dribles e Darwin Núñez com 45.

Acções Defensivas

Nos dias de hoje qualquer jogador tem que ter várias características e tem que saber defender para que a equipa possa usufruir da capacidade total das suas potencialidades.

Neste contexto podemos destacar pela positiva os avançados Evanilson e Samuel Lino pelas intervenções defensivas em prol da sua equipa. Os 63% e 48% das ações defensivas destes 2 jovens vêm reforçar a ideia que os avançados são essenciais nas ações defensivas.

Apesar dos poucos jogos realizados por Evanilson constatamos que teve 15 ações defensivas ganhas. Quanto a Samuel Lino teve 48 ações defensivas com êxito.

Avançados

Pelo explanado nos pontos anteriores podemos tirar algumas conclusões. Os jogadores com mais potencial, tendo em conta os números apresentados na análise efetuada são Samuel Lino e Abel Ruiz.

Samuel Lino marcou 9 golos nos 2072 minutos em que esteve presente em 32 jogos no Gil Vicente. Nestes 33 jogos, alinhou de 21 de início. Abel Ruiz marcou 3 golos nos 1292 minutos em que esteve presente em 25 jogos no Sporting de Braga. Nestes 25 jogos, alinhou de 16 de início.

Também podemos destacar 2 jovens que apesar de não terem jogado muito pelas suas equipas demonstraram muito potencial. Evanilson e Gonçalo Ramos merecem ser destacados pelos números apresentados. O avançado do Porto marcou 3 golos nos 449 minutos que esteve em campo nos 15 jogos efetuados (alinhando somente em 4 jogos de início). Já Gonçalo Ramos tem um feito de marcar 2 golos em 94 minutos. Esteve em campo 4 jogos nunca alinhando de início.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.