Menu Close

Scouting: Gabriel Pirani

Da geração de 2002, Gabriel Pirani é mais um Menino da Vila a aparecer em destaque no Brasil. Como muitos outros seus colegas, começou também nas quadras de futsal antes de fazer a passagem para o futebol de 11 e essas vivências acabam por lhe conferir uma grande relação com bola.  

Tem se perfilado com um dos jogadores mais promissores do plantel do Santos e tem merecido a confiança de Fernando Diniz, que lhe tem dado muitos minutos nesta época. No entanto, a sua estreia já tinha acontecido em 2020, ainda com Ariel Holan no comando da formação de Vila Belmiro.  

Até ao momento, entre as várias competições em que o Santos está inserido, já realizou 2324 minutos, divididos em 35 jogos e contribuiu com 3 golos e outras 3 assistências. 

É essencialmente um médio centro de ligação, que pode atingir o seu maior rendimento quando utilizado como médio interior em esquemas com 3 médios. Joga preferencialmente com o pé direito, mas também revela conforto e à vontade em executar com o pé esquerdo. 

Gabriel pauta-se por constantemente querer ter bola e por gostar de pegar de frente para o jogo. Mostra-se muito aos colegas para oferecer linhas de passe e faz muito bem o papel de terceiro homem para que a sua equipa consiga sair de momentos de pressão através de 2-3 passes em tabela. Por ter essa ‘fome’ de bola vem também muitas vezes ao meio campo defensivo para também contribuir na 1ª fase de construção da equipa, providenciando uma solução nas costas da linha dos avançados contrários. 
 
Com bola no pé é um atleta que acima de tudo gosta de jogar curto e simples, ajudando assim a sua equipa a circular a bola com critério e a manter a posse de bola. Nos raros momentos em que escolhe jogar longo, mostra também eficácia nesse recurso técnico. 

Nota ainda para a excelente capacidade em executar bolas paradas, especialmente cantos ofensivos e livres laterais.  

Fisicamente nota-se alguma fragilidade para a disputa de duelos físicos quer no chão, quer aéreos,  derivada da sua fisionomia (1.70m, 65kgs), mas segundo palavras do próprio, o aumentar de intensidade nos treinos e nos jogos têm também contribuído muito para a sua maturação física.  

Do ponto de vista defensivo, apesar de ser um jogador que pressiona muito os adversários, não é particularmente forte no capítulo do desarme e em conseguir recuperar a posse. Nota-se também ainda alguma anarquia na ocupação dos seus espaços defensivos e terá que trabalhar melhor esse seu momento de jogo para dar o salto para outro nível competitivo.  

Com um grande futuro pela frente, é já um dos bons valores deste jovem plantel do Santos orientado por Fernando Diniz. Acreditando nos rumores de transferência, já despertou alguma cobiça entre emblemas estrangeiros, quer na Europa, quer na MLS e portanto será certamente um jogador que poderá dar muito rapidamente o salto para outras paragens caso continue nesta trajetória de desenvolvimento que tem apresentado.  



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.