Menu Close

SL Benfica x Estoril – Frutos da rotação

O SL Benfica venceu o Estoril e carimbou a passagem à tão ambicionada final da Taça de Portugal. Com uma vantagem de 3-1, proveniente da primeira mão, Jorge Jesus geriu o plantel, fazendo descansar alguns elementos e dando oportunidades a outros. Gonçalo Ramos, Pedrinho e Chiquinho aproveitaram a oportunidade e deram nas vistas, mostrando-se em bom plano ao treinador encarnado.

Gonçalo Ramos – pistoleiro de serviço

Gonçalo Ramos voltou a ter oportunidade de jogar e voltou a fazer o gosto ao pé. Numa altura da época, onde os encarnados estão com dificuldades na hora da finalização, o jovem encarnado pode ser a solução. Dinâmico, inteligência posicional, sabendo bem os espaços que ocupa, boa capacidade de ataque à profundidade e mortífero nas zonas de finalização.

Ações de Gonçalo Ramos

Pedrinho – “um pé esquerdo diabólico”

Segundo Luís Filipe Vieira, Jorge Jesus terá dito que Pedrinho “era um craque e que tinha um pé esquerdo diabólico”, nós corroboramos a afirmação do treinador. Seja em espaços interiores ou exteriores, Pedrinho acrescenta dinâmica, criatividade e velocidade à equipa encarnada. Conseguindo aumentar o seu nível de consistência e a regularidade do seu jogo e pode, facilmente ser o número 10 que Jorge Jesus precisa.

Ações de Pedrinho

Chiquinho – criativo dos pés à cabeça

O criativo de São Martinho do Campo demonstrou, mais um vez, a qualidade que tem o seu futebol. Dinamizador do jogo encarnado, boa capacidade na tomada de decisão e perícia a jogar por dentro ou por fora. Nos últimos nove jogos em que foi convocado, efetuou 54 minutos, no jogo da última noite teve oportunidade de jogar 72 minutos que, de certo, agradaram ao treinador do SL Benfica.

Ações de Chiquinho


Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.