Menu Close

Tottenham de NES

O Tottenham, na época de 2018/2019, viveu uma das mais bonitas páginas da sua história, ficando muito próximo da sua primeira conquista europeia com Maurício Pochettino. Após a saída do argentino na época seguinte, a equipa apostou num dos treinadores mais consagrados da história do futebol, o português José Mourinho. Apesar de, nessa época, ter tido impacto na equipa e recuperado de um 16º para um 7º lugar, nunca convenceu à frente da equipa de Londres (saindo na época seguinte). Ryan Mason, ex jogador do clube, foi o homem que se seguiu, mas também não convenceu o ambicioso presidente dos ingleses Daniel Levy.

Verão de 2021 agitado e chegada de NES

Foram 11 nomes que, supostamente, tiveram em cima da mesa para substituir Ryan Mason, entre os quais estavam Antonio Conte, Mauricio Pochettino, Gennaro Gattuso, Brendan Rodgers, Julen Lopetegui, Erik ten Hag, Graham Potter, Paulo Fonseca e por fim a escolha final, Nuno Espírito Santo.

NES, como é conhecido no mundo do futebol, tem crescido a pulso na sua carreira. Começou a sua carreira fora dos relvados como treinador do GR de Jesualdo, onde esteve 3 anos, passando a treinador principal no Rio Ave em 2012. Um 5º lugar e uma final da Taça que acabou por qualificar a equipa para a Europa, foi o resultado da sua estreia como treinador principal. Passou depois pelo Valência duas épocas, onde obteve um 4º lugar e qualificação para a Champions League, uma época no Porto e três épocas no Wolves, com subida de divisão e qualificação europeia.

Em Inglaterra ganhou um crédito grande devido ao seu trabalho no Wolves, onde se destacou por ser uma equipa muito bem organizada defensivamente, aproveitando muito a capacidade de transição dos seus jogadores da frente. A equipa técnica de NES demonstrou sempre uma boa leitura dos adversários, conseguindo perceber muito bem a forma de anular os pontos fortes e aproveitar os pontos fracos, principalmente em jogos “grandes”.

NES, desde que chegou aos Spurs, tem 1 derrota contra o Paços de Ferreira e 4 vitórias (3 para o Campeonato e 1 para a Conference League).

Equipa Base

Os grandes reforços para a equipa de NES foram Kane e Son, que se mantiveram nos Spurs, sendo as duas grandes figuras da equipa. No mercado de verão, os principais reforços foram Bryan Gil, proveniente do Sevilha por troca com Erik Lamela, Emerson vindo do Barcelona e Christian Romero da Atalanta.

Apesar da equipa se ter reforçado, é na continuidade e na aposta de jogadores do clube que o 11 de Nuno Espírito Santo se tem baseado, com alguns jogadores a ganharem especial preponderância (exs: Japhet Tanganga, Oliver Skipp e Steven Bergwjin).

A formação base da equipa é um 4-3-3, com um meio campo composto por Hojbjerg e Skipp, Alli mais adiantado e um trio ofensivo fortíssimo com Son, Kane e Bergwijn.

Momento Ofensivo

No momento ofensivo, é uma equipa que procura geralmente construir desde trás, de forma apoiada, procurando muitas vezes o jogo exterior, apesar de recorrer muito ao passe longo para se aproximar da baliza adversária. Constrói num 4-2-1-3, com Skipp e Hojberg a apoiar na 1ª fase de construção, assim como os laterais, Delle Ali em entrelinhas ou por vezes formando uma linha de 4 e o trio ofensivo muito rápido com os extremos abertos.

A equipa demonstra algumas dinâmicas interessantes, nomeadamente quando procura segurar a bola na 1ª fase de construção e, posteriormente, um dos centrais ou um dos médios no apoio, procura um passe diagonal no extremo do lado contrário que se encontra aberto e com espaço para avançar.

Para além do passe em diagonal, equipa procura por vezes com movimentos contrários, atrair o adversário e procurar bolas em profundidade.

Quando a equipa sofre pressão alta, procura algumas vezes o jogo longo, principalmente para os corredores, procurando ter a equipa junta para ganhar posteriormente a 2ª bola.

Pontos a melhorar

Nos jogos observados, principalmente na Liga Inglesa, o Tottenham é uma equipa que demonstra algumas dificuldades no jogo interior, principalmente entrelinhas, sendo por vezes uma equipa muito previsível na sua organização ofensiva. Este tipo de situação faz com que a equipa perca algumas vezes a bola neste momento e que pode provocar situações de perigo na sua baliza.

Pontos Positivos

O ponto forte desta equipa, no momento ofensivo, é a capacidade que tem de transitar ofensivamente. Tem normalmente 2 ou 3 jogadores preparados para a transição ofensiva. Equipa procura ataques rápidos ou contra ataque, com Bergwjin, Dele Alli, Son e Kane a serem importantíssimos nesta capacidade que a equipa tem.

Momento Defensivo

Um dos pontos fortes da equipa é a sua organização defensiva. No momento defensivo, normalmente, posiciona-se num 4-3-3 em bloco médio-alto, procurando fechar o espaço interior, mas sem ser muito agressiva numa primeira fase. Pouco espaço entrelinhas, com o adversário muitas vezes a ser obrigado a jogar por fora e os Spurs a intensificar a pressão com o aproximar do adversário ao meio campo ofensivo.

Pontos a melhorar

Um dos pontos a melhorar na organização defensiva é o espaço dado pela equipa na entrada da área e em zonas de finalização. Os jogadores demonstram por vezes alguma confusão no posicionamento, deixando algum espaço livre na entrada da área, quer para jogadores que apareçam quer para jogadores que já lá estejam para o ataque à 2ª bola.

Conclusões

  • Equipa lidera a Premier League com 3 vitórias em 3 jogos;
  • Organização ofensiva muito objetiva, mas muito previsível, pelo que poderão necessitar de alguma variabilidade para surpreender os adversários ao longo da época;
  • Transição ofensiva objetiva, rápida e muito eficiente;
  • Organização defensiva é um dos grandes pontos fortes da equipa, obrigando o adversário a jogar por fora, apesar de ainda concederem alguns espaços à entrada da área.

Nuno Espírito Santo demonstra um início auspicioso e, com as expectativas um pouco mais baixas, pode surpreender muitas equipas (tal como aconteceu no jogo com o Manchester City de Guardiola).



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.