Menu Fechar

30 destaques do Brasileirão 2019

O Brasileirão 2019 terminou com o título do Flamengo de Jorge Jesus com um recorde histórico de 90 pontos. Um ano em que o Athletico Paranaense de Tiago Nunes conquistou a Copa do Brasil.

Destacamos 30 jogadores que pelo potencial ou capacidade atual demonstraram condições para darem o salto para a Europa. Podíamos ter referido muitos outros nomes mas estes são aqueles que acreditamos que pela idade ou rendimento atual têm possibilidades de rumarem à Europa. Alguns dos jogadores já jogaram no Velho Continente mas sem o sucesso que hoje podem ter depois de um regresso ao Brasil para evoluírem. Casos de jogadores que assinaram recentemente pelos seus respetivos clubes não entram nas contas desta lista.

Goleiros

Santos – Athletico Paranaense – 29 anos

O goleiro do CAP foi uma das peças fundamentais na conquista da Copa Brasil pelo time treinado por Tiago Nunes. Foi convocado por Tite para a seleção mas não se chegou a estrear. Dentro dos postes é muito seguro e confiante. Uma das suas principais armas é a distribuição e a qualidade que demonstra no jogo de pés. É um dos principais responsáveis pela manobra ofensiva do Athletico Paranaense pela forma como se mostra disponível para receber e iniciar as jogadas. Aos 29 anos é a altura ideal para um desafio mais exigente, dentro de um contexto competitivo em que valorizem a saída desde trás e possa potenciar as suas qualidades técnicas.

Cleiton – Atlético MG – 22 anos

Aos 22 anos o goleiro do Atlético MG ganhou a titularidade do seu time e tem demonstrado ser um dos atletas mais promissores do Brasil. Cleiton apresenta uma estatura física muito interessante com 190 cm e 82 kg. É um goleiro possante e com qualidade no jogo aéreo. Demonstra muita segurança entre postes mas precisa de melhorar os seus reflexos nas saídas pelo chão. Tem muita qualidade na reposição com as mãos. A época de grande consistência permite a Cleiton ter as portas abertas para uma aventura na Europa. É um goleiro com grande potencial e um perfil físico muito requisitado nos dias de hoje. Completou 42 partidas em 2019 e sofreu 41 gols.

Defesas

Caio Henrique – Fluminense – 22 anos

O lateral esquerdo do Atlético de Madrid esteve emprestado ao Fluminense em 2019 e foi um dos jogadores mais regulares da temporada. Completou 69 jogos e apontou 2 gols. No campeonato fez 35 jogos completos e demonstrou grande capacidade de passe, critério com bola, boas decisões e qualidade técnica. Chega com facilidade ao último terço e explora bem o espaço interior ou a largura do seu corredor. Procura muito os dribles em velocidade para ultrapassar os adversários e cruza com muita frequência. Foi o segundo jogador com mais passes no campeonato em 2019. É agenciado pela empresa de Deco o que lhe pode abrir as portas aos campeonatos europeus e fixar-se num time de maior exigência.

Jorge – Santos – 23 anos

O lateral esquerdo de 23 anos é já um nome conhecido do futebol europeu. Em 2017 transferiu-se para o Mónaco onde fez 32 jogos em época e meia. Em 2018/2019 foi emprestado ao FC Porto onde não conseguiu sair da sombra de Alex Telles, uma das maiores figuras do plantel. A falta de minutos levou a que em Março deste ano fosse novamente emprestado mas ao Santos. E foi no regresso ao seu país Natal que mostrou todas as credenciais que de lá tinha trazido com 2 gols e 4 assistências em 35 jogos. Com uma boa compleição física, qualidade no passe longo e capacidade de progressão com bola e de envolvimento ofensivo, Jorge foi um dos melhores na sua posição no Brasileirão e foi inclusive chamado por Tite para a seleção brasileira. Apesar do interesse de times brasileiros como o Palmeiras, tem novamente a possibilidade de regressar à Europa.

Orejuela – Cruzeiro – 24 anos

O lateral direito de 24 anos pertence aos quadros do Ajax desde 2017 mas ainda não se conseguiu impor no clube holandês. Em 2019 foi emprestado ao Cruzeiro e a sua prestação nos 31 jogos feitos no Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores chamaram à atenção de clubes brasileiros com mais poderio como o Flamengo e Palmeiras. O internacional colombiano não é o típico lateral sul americano e do futebol brasileiro que se destaca pela capacidade ofensiva, pelo contrário. Apesar de ter algumas dificuldades na execução e decisão no último terço, Orejuela compensa com um poderio físico raro que lhe permite vencer muitos duelos no choque e na velocidade tendo capacidade para chegar a zonas ofensivas rapidamente e com frequência. Com a descida de divisão do clube de Belo Horizonte, a saída do lateral direito é certa e abrem-se as portas a um regresso à Europa onde o seu estilo pouco comum pode encaixar em várias equipes.

Guga – Atlético MG – 21 anos

O lateral direito de 21 anos fez 45 jogos em 2019 e foi um dos destaques da campanha do Atlético MG nesta temporada. Os bons desempenhos levaram a que fosse associado a times como o Benfica. É um lateral completo, rápido na forma como aparece no ataque, taticamente inteligente sabendo ocupar bem os espaços no momento defensivo e ofensivo. Defensivamente é forte no desarme e demonstra concentração nas suas ações. Ofensivamente é um lateral evoluído tecnicamente e com capacidade para aparecer bem em zonas de cruzamento. Fez 4 assistências no Brasileirão 2019. Tem presenças na seleção olímpica e é um valor seguro do mercado brasileiro.

Heitor – Internacional – 19 anos

O jovem formado no Internacional apareceu esta temporada no time principal e desde que começou a ser aposta nunca mais perdeu o lugar. É um lateral prático e regular. Ofensivamente sobe com critério e procura o cruzamento antecipado, não arriscando muito nos dribles ou em procurar a linha de fundo. É no momento defensivo que se destaca mais pela sua capacidade de marcação, desarme e antecipação. Inteligente taticamente pela forma como sabe ocupar os espaços e manter a organização defensiva do seu time. Fez 20 jogos no campeonato e somou 1 assistência. Aos 19 anos demonstra um grande potencial e pode ser o momento certo para rumar à Europa antes que o seu passe valorize ainda mais.

Marcinho – Botafogo – 23 anos

Marcinho foi um dos destaques do Brasileirão 2019. Completou 42 jogos na temporada e aponto 1 gol. As suas exibições valeram a confiança de Tite que o chamou a integrar uma convocatória da seleção brasileira. O atacante de origem nas categorias de base foi adaptado a lateral direito e tem vindo a chamar a atenção de vários times pela qualidade no processo ofensivo. Rápido no drible e progressão. Aparece bem no ataque e demonstra qualidade no cruzamento e no remate. Defensivamente precisa de melhorar mas tem evoluído bastante nas últimas épocas. Fora do campo é conhecido por ser um jovem calmo e focado nos seus estudos o que demonstra uma personalidade muito interessante nos dias de hoje.

Gustavo Gómez – Palmeiras – 26 anos

O zagueiro paraguaio do Palmeiras é um dos melhores defensores do futebol brasileiro. Esteve emprestado ao Verdão pelo AC Milan durante um ano e meio e foi um dos pilares defensivos do título de 2018 e da temporada 2019. Existe a possibilidade de continuar com o Palmeiras a título definitivo mas as boas exibições do central podem levá-lo a uma nova aventura na Europa. Demonstra uma excelente capacidade de desarme com 74% de eficácia, no jogo aéreo também é um zagueiro competente com 68% das disputas ganhas. Representa um perigo nos lances de bola área ofensivos e tem qualidade a marcar grandes penalidades. Defensivamente é muito inteligente na forma como ocupas os espaços e faz cobertura defensiva aos seus colegas.

Léo Pereira – Athletico Paranaense – 23 anos

O zagueiro canhoto do Athletico Paranaense tem sido seguido por vários times europeus e já foi associado ao FC Porto. A sua consistência defensiva e a capacidade para sair a jogar desde trás são duas caraterísticas que devemos destacar. Não é muito rápido a reagir mas compensa com o seu posicionamento e qualidade no desarme. Gosta de tomar iniciativa e progredir com bola, assumindo a primeira fase de construção. Tem uma excelente capacidade de passe longo. Por ser canhoto acaba por ver o seu passe valorizado, fruto também das duas boas temporadas que realizou no CAP. Este ano completou 47 jogos e marcou 3 gols. Foi fundamental na conquista da Copa do Brasil.

Lucas Veríssimo – Santos – 24 anos

O possante zagueiro de 24 anos despertou a atenção do Benfica segundo os meios portugueses. Completou 39 partidas e apontou 2 gols durante o ano de 2019. Com 188 cm e 77 kg Lucas é um defesa forte fisicamente, com boa capacidade no jogo aéreo e competente no capítulo defensivo. Destaca-se pelo seu posicionamento, marcação e desarme. Pela sua estatura e qualidade no jogo aéreo acaba por ser um jogador a ter em conta nos lances de bola parada. O jovem zagueiro passou pelas camadas jovens do Santos e conseguiu fixar-se no time principal nas últimas temporadas. Desde 2016 que tem sido escolha mais regular e tem crescido de forma consistente.

Médios

Bruno Guimarães – Athletico Paranaense – 22 anos

O meia do CAP é dos jogadores mais completos do campeonato brasileiro. Cresceu muito durante a temporada e hoje é seguido de perto por vários times europeus que procuram reforçar o meio-campo com a chegada do jovem de 22 anos. Os grandes europeus estão atentos à sua evolução. Um jogador que tem potencial para ser uma referência na sua posição na seleção brasileira mas para isso necessita de continuar a jogar de forma regular. O volante aparece bem em zonas de finalização mas é em zonas mais recuadas que marca a diferença. Qualidade de passe e visão de jogo acima da média, um médio evoluído tecnicamente e com capacidade para ligar o jogo entre setores. Taticamente é um atleta maduro e pode desempenhar várias posições do meio-campo. Tem sido associado ao Benfica.

Gregore – Bahia – 26 anos

Volante de alta rotação, forte na pressão, nos duelos físicos e no desarme e com capacidade para construir jogo. É assim que o brasileiro de 26 anos do Bahia se apresenta como opção para voos mais altos. Nas últimas 2 épocas participou em 114 jogos oficiais, praticamente sempre como titular, assumindo papel de destaque na equipa de Salvador. Esta fiabilidade foi um dos motivos pelo qual o Bahia comprou recentemente praticamente a totalidade do passe dele e já tem sondagens de outros clubes brasileiros, norte-americanos e turcos. Depois de duas épocas de sucesso num clube de meio da tabela brasileiro, Gregore perfila-se como uma opção muito interessante para vários clubes europeus. Foi o jogador com mais desarmes do Brasileirão 2019.

Igor Gomes – São Paulo – 20 anos

Igor Gomes foi uma das revelações do São Paulo em 2019. O meia ofensivo de 20 anos participou em 27 jogos, marcou 2 gols e completou duas assistências, assumindo um papel de maior relevância na reta final do campeonato onde foi titular nos últimos 10 jogos. Trata-se de um jogador com requinte técnico e boa visão de jogo. A sua fisionomia e estilo de jogo já mereceram comparações com um dos maiores ídolos São Paulinos: Kaká, esse mesmo. A qualidade acima da média não passou despercebida a Tite que o convocou para os amigáveis da seleção canarinha em Setembro. Apesar de não ter jogado, ficou o reconhecimento do seu talento. Igor Gomes ainda está longe do nível a que poderá chegar mas esta pode ser a altura ideal para os clubes europeus tentarem a sua contratação antes que atinja valores de mercado idênticos aos das últimas pérolas que têm saído do Brasil para a Europa.

Allan – Fluminense – 22 anos

O volante do Fluminense é um exemplo de superação e determinação. Aos 22 anos vive um momento diferente daqueles que teve nos últimos 4 anos quando jogou na Europa. Passou por 5 times diferentes e nunca se conseguiu fixar. Chegou a pensar em desistir do futebol depois de ter passado por uma depressão mas deu a volta por cima e hoje é dos volantes mais pretendidos do futebol brasileiro. Não é um volante muito forte fisicamente mas acaba por compensar com a sua inteligência e a forma como procura posicionar-se em campo. Com bola é um jogador móvel, rápido, com boa capacidade de passe e com visão de jogo para encontrar as melhores soluções. Critério na decisão e qualidade técnica.

Matheus Henrique – Grêmio – 22 anos

O jovem meia do time de Porto Alegre foi um dos destaques desta temporada. As suas exibições levaram ao interesse de clubes como Real Madrid e Barcelona. Matheus Henrique é um meia muito completo. Defensivamente é um jogador com bons índices de desarme. Recupera rapidamente a posição e depois corta a bola de forma eficaz. No capítulo ofensivo é onde se destaca pela sua mudança de velocidade, capacidade de drible (78% eficazes), qualidade de passe, a qualidade com que liga o jogo interior e o critério nas decisões. Matheus chega bem a zonas de finalização e joga bem com os dois pés. A sua visão de jogo e a eficácia de passe são duas caraterísticas que podemos destacar do jovem meia que fez 54 jogos e 2 gols esta época. O futebol do Grêmio passa pelos seus pés. Marca o ritmo dos partidas.

Jean Pyerre – Grêmio – 21 anos

O meia ofensivo do Grêmio apareceu este ano de forma mais definitiva nas escolhas de Renato Portaluppi onde completou 39 partidas e apontou 6 gols. É um jogador possante com 183 cm e com boa capacidade técnica. Gosta de assumir a organização ofensiva da sua equipe no meio-campo adversário. Recebe, lê o jogo e acelera com passes em profundidade ou com a velocidade dos seus dribles (68% de eficácia). Neste momento apesar da idade é um dos valores seguros do futebol brasileiro. É um armador com bom chute no gol e que não tem receio de ir para cima dos seus oponentes. Demonstra uma grande maturidade para a idade. Um jogador que vai garantir muitos milhões de euros ao Grêmio e pode ser a altura certa para um time brasileiro apostar na sua contratação.

Atacantes

Gabriel Barbosa – Flamengo – 23 anos

Gabigol é um dos nomes do momento e dificilmente volta a brilhar nos palcos brasileiros nas próximas épocas. As últimas duas épocas ao serviço do Santos e Flamengo valeram-lhe um estatuto que permite regressar à Europa e fixar-se num clube. Foi o melhor marcador do Brasileirão por duas épocas seguidas e este ano alcançou a marca dos 25 gols. O regresso ao Brasil fez com que Gabriel crescesse em vários capítulos do jogo e hoje é um atleta mais completo e capaz de ser regular nas suas exibições. O atacante canhoto foi determinante na conquista da Libertadores ao apontar os dois gols da vitória. Rápido, evoluído tecnicamente e com capacidade para desequilibrar no 1×1. Um finalizador que cresceu nas últimas épocas e que precisa de dar seguimento ao bom momento, num time onde possa jogar de forma regular e ser figura.

Dudu – Palmeiras – 27 anos

Aos 27 anos, Dudu está no seu melhor momento para tentar novamente a sorte na Europa após ter passado sem sucesso pelo Dynamo de Kiev quando tinha 19 anos. Nunca se conseguiu impor na Ucrânia e em 2014 regressou ao Brasil emprestado ao Grémio e no ano seguinte ingressou no Palmeiras. Destro, ágil e com um baixo centro de gravidade, nestes 5 anos de Verdão tem jogado como ponta esquerda, ponta direito ou armador de jogo numa posição central sendo altamente decisivo graças à sua capacidade técnica, de drible, de decisão e de finalização. Em 2019 fez 46 jogos na Serie A e Libertadores marcando por 11 vezes e fazendo 16 assistências, números que vão de encontro aos que tem tido no Palmeiras. Apesar de ter renovado contrato no início de 2019, este pode ser um dos mercados decisivos para o brasileiro regressar à Europa pela porta grande. Jogador com mais passes chave, passes dentro da área e cruzamentos da competição.

Everton – Grêmio – 23 anos

Everton Cebolinha como é conhecido no mundo do futebol é um dos melhores jogadores brasileiros da atualidade, ainda para mais atuando no Brasileirão. Dispensa grandes apresentações e o seu percurso fala por si. Foi formado no Fortaleza mas foi em Porto Alegre que encontrou espaço para o seu samba. Um ponta irreverente, desequilibrador, evoluído tecnicamente e rápido. Joga pela esquerda e gosta de partir em dribles para cima dos adversários. Tem uma excelente relação com a bola e foi um dos principais protagonistas da conquista do Brasil na Copa América 2019. Esta temporada protagonizou uma das suas melhores campanhas com 23 gols em 69 partidas. Este é o momento certo para dar o salto para a Europa e mostrar a sua qualidade em palcos mais exigentes.

Reinier – Flamengo – 17 anos

O novo fenômeno do futebol brasileiro tem o rosto de uma criança de 17 anos. Reinier ainda não tem idade adulta mas já brilha dentro de campo como se fosse um jogador experiente. Fez 30 jogos esta temporada mas foi no Brasileirão que mais se destacou com 6 gols em 14 partidas. É um jogador versátil taticamente que pode atuar em várias posições na frente do ataque. Desde segundo atacante, extremo ou até mesmo meia ofensivo. Demonstra uma grande qualidade técnica, leitura de jogo e capacidade para aparecer em zonas de finalização. Desequilibrador, rápido nas transições e com excelente capacidade de drible. O futuro do Brasil passa por aqui e Reinier será mais um jovem brasileiro a rumar à Europa por muitos milhões de euros.

Rony – Athletico Paranaense – 24 anos

O pequeno ponta de 175 cm foi uma das revelações desta temporada. Pela sua qualidade e consistência foi um dos melhores extremos e determinante na excelente campanha do CAP. A sua história de vida é comovente mas é dentro do campo que ultrapassa todos os obstáculos com a sua velocidade, técnica e determinação. Somou 49 jogos e 9 gols, um deles valeu a vitória da Copa frente ao Internacional. O seu perfil técnico e físico torna-o num dos jogadores mais apetecíveis do mercado brasileiro. É um atleta com excelente capacidade de drible (6 por jogo), desequilibrador e que gosta de arriscar no 1×1. Consegue criar jogadas com grande facilidade e fez 9 assistências no campeonato.

Antony – 19 anos – São Paulo

O ponta direita do São Paulo foi um dos destaques da Copinha 2019 e foi abordado no nosso site no início deste ano como um jovem canhoto que atua pelo lado direito e tem nos seus movimentos interiores a sua principal arma. Veloz, evoluído tecnicamente e com grande capacidade de progressão. Bola colada ao pé e decisões (quase) sempre acertadas. Fixou-se no time principal e fez 62 jogos e 15 gols ao longo de todo o ano nas mais diferentes competições. O seu potencial e qualidade imediata fazem com que seja associado a times como o RB Leipzig, Dortmund, Sporting, entre outros.

Michael – Goiás – 23 anos

A revelação do Brasileirão 2019 jogou no 10º classificado do campeonato. Michael de 23 anos é um dos nomes do momento do Brasil depois da excelente temporada e o seu destino antes de rumar à Europa pode ser um dos grandes times do Brasil, apesar de ter qualidade para o salto europeu. Ponta esquerdo que também pode jogar na direita apesar de ser destro. Um atleta irreverente, com capacidade para desequilibrar no último terço com a sua velocidade, drible curto e qualidade de passe. Faz em média 8 dribles por jogo, com 58% de eficácia, e foi o atleta com mais dribles em toda a competição. No total foram 262 dribles. É um jogador objetivo e que procura o gol constantemente. Apontou 16 gols em 54 partidas e é seguido de perto pelo Palmeiras e Flamengo.

Soteldo – Santos – 22 anos

O pequeno venezuelano de 160 cm foi um dos principais destaques da campanha do vice-campeão Santos que terminou o campeonato com 74 pontos. Pode jogar com meia ofensivo ou como ponta esquerdo onde realizou a maior parte das 60 partidas que fez em 2019. Apontou 13 gols em todas as provas e fez 3 assistências no Brasileirão. Apesar da sua baixa estatura é um jogador interventivo e sempre ligado ao jogo. Gosta de assumir a iniciativa e ir para cima dos seus adversários com dribles (255 em todo o campeonato). Desequilibra as defesas adversárias e depois procura os colegas em melhor posição para finalizarem. Rápido com boa capacidade de cruzamento e visão de jogo. Não se limita a atacar e também mostra compromisso no momento defensivo.

Pedrinho – Corinthians – 21 anos

Apareceu muito jovem no time principal do Corinthians depois de fazer a sua formação nas camadas base do clube. Hoje aos 21 anos é uma das referências da equipa e teve um ano de grande afirmação depois dos 67 jogos e os 9 gols. Apesar disso pode perder algum espaço com a chegada de Luan e pode ser uma boa oportunidade para rumar à Europa para continuar a evoluir. Pedrinho é um ponta direito que também pode jogar como segundo atacante ou como meia ofensivo mas é através do corredor direito que potencia mais as suas características. Um extremo rápido, com boa condução e capacidade de drible. Irreverente, veloz, dinâmico e com um enorme potencial para brilhar nos principais campeonatos europeus.

Marrony – Vasco – 20 anos

O possante atacante do Vasco foi uma das revelações desta temporada onde apontou 9 gols em 56 partidas. Pode atuar como centroavante ou como ponta. Tem 184 cm e 77 kg e sabe usar o seu corpo para vencer os duelos contra os defensores contrários. Marrony é um jovem veloz, com boa capacidade de drible (53% de eficácia) e que não tem medo de arriscar e assumir a iniciativa no momento ofensivo. Foi o segundo jogador com mais desafios da prova, assim como nas disputas aéreas onde mostra qualidade. Por ser um jogador que gosta de partir para cima dos adversários, aparece naturalmente na lista dos atletas que mais faltas sofreram, com uma média de 2.3 por jogo. Precisa de melhorar o critério que demonstra em algumas decisões mas ainda é jovem e apenas apareceu a jogar com mais regularidade esta temporada.

Marcos Paulo – Fluminense – 18 anos

O jovem natural do Rio de Janeiro é um dos jogadores que mais interesse pode gerar aos times portugueses. Apesar de ter nascido no Brasil tem nacional portuguesa e já representou a seleção no Torneio de Toulon. Pode atuar como centroavante ou como ponta. É um jogador com caraterísticas muito interessantes. Forte fisicamente com 185 cm e 76 kg e com uma excelente capacidade no jogo aéreo. Aparece bem nos espaços de finalização e é um atleta com qualidade no drible e na pressão que faz aos seus adversários. Aos 18 anos é um jovem ainda com grande margem de evolução. O passaporte português pode ser determinante para conseguir um lugar num dos principais campeonatos europeus.

Talles Magno – Vasco – 17 anos

O jovem brasileiro de 17 anos viveu um 2019 de grandes emoções. Formado nas categorias do Vasco da Gama, foi promovido ao time principal onde deu nas vistas pela sua irreverência e qualidade técnica. Um ano marcado pela conquista do Mundial Sub 17 mas também pela lesão que teve na prova e que o deixou de fora das últimas partidas do Brasileirão 2019. Talles Magno pode atuar como centroavante ou como ponta. Apesar da idade apresenta uma estatura física impressionante com 186 cm e 70 kg. É a partir dos corredores que mostra o seu futebol de rua. Rápido, evoluído tecnicamente e com boa capacidade de finalização. Não mostra medo de encarar os adversários e de os driblar em busca do gol. Em 2019 fez 47 partidas e apontou 14 gols em todas as competições. Este é o momento certo para apostar no extremo do Vasco antes que o seu passe valorize ainda mais.

Artur – Bahia – 21 anos

O pequeno canhoto de 21 anos vive um dos melhores momentos da sua carreira depois das 58 partidas e 10 gols no ano de 2019. Artur esteve emprestado pelo Palmeiras ao Bahia e foi um dos destaques desta temporada. Atua como extremo, caindo mais vezes na direita apesar de jogar com o pé esquerdo. Demonstra boa capacidade de drible e uma grande facilidade para encontrar os seus colegas na melhor posição para finalizarem. Parte da direita e procura zonas interiores. Foi o 5º jogador com mais passes chave do campeonato (73) e o 4º com mais tiros livres e escanteios para a área do adversário (125). Rápido, forte nas bolas paradas e na forma como desequilibra através da sua técnica.


Artigo escrito por Francisco Gomes da Silva, Tomé Azevedo e Miguel Palma.

Para consultas de scouting sobre o mercado brasileiro podem consultar-nos através do nosso email: geral@proscout.pt.