Menu Close

A um ponto dos quartos

Portugal Sub-21 está a um pequeno passo da fase a eliminar depois da vitória por 2-0 contra Inglaterra.

Rui Jorge decidiu lançar Dany Mota e Fábio Vieira no onze titular, em comparação com o jogo anterior frente à Croácia. Os dois elementos voltaram a estar em bom plano mas destaque para toda a organização colectiva da selecção portuguesa.

Maior capacidade de controlo e domínio do jogo com bola e organização e compromisso defensivo perante uma das melhores selecções a nível individual.

Na segunda parte Rui Jorge lançou Daniel Bragança e Francisco Trincão para os lugares de Gedson e Florentino. Portugal conseguiu criar situações de perigo através de organização ofensiva mas o golo surgiu num lance de transição com Pote muito inteligente a fixar o adversário inglês e a soltar em Dany Mota para finalizar.

A equipa portuguesa esteve sempre mais próxima do golo, com Inglaterra a sentir muitas dificuldades para travar a qualidade ofensiva de Portugal.

No processo defensivo muito mérito para a forma como Portugal anulou a qualidade ofensiva dos ingleses. Compromisso e organização foram fundamentais para não permitir à Inglaterra criar oportunidades de golo, com duas linhas bem compactas de 4 jogadores e depois 2 elementos mais adiantados na pressão da primeira fase de construção.

A nível individual nota para a exibição de Dany Mota que aproveitou a oportunidade para se fixar no onze titular e Francisco Trincão que entrou e mexeu com a partida pela sua qualidade técnica e imprevisibilidade.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.