Menu Close

Inteligência de Corona deixa FC Porto perto dos oitavos

O FC Porto venceu o Marselha no Vélodrome e sabe que lhe basta um ponto (se calhar nem isso) nos últimos dois jogos para garantir o apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões.

Num jogo disputado em ritmo baixo, a equipa de Sérgio Conceição controlou o jogo sem bola, aproveitando-se da falta de confiança dos franceses no seu momento ofensivo- a equipa ainda não marcou qualquer golo na fase de grupos. Com bola, a equipa de André Villas-Boas foi quase sempre inofensiva e acumulou erros que a impediram de encostar a equipa portuguesa ao seu terço defensivo.

O FC Porto defendeu com duas linhas de quatro jogadores bem definidas, ficando a primeira linha de pressão entregue a Marega e Díaz.

  • Otávio no corredor esquerdo a fechar a linha média com Grujic, Sérgio Oliveira e Corona
  • Centrais adversários não foram pressionados em nenhum momento do jogo
  • Bloco médio do FC Porto durou até à expulsão de Grujic.
  • Em bloco baixo, o FC Porto juntou Grujic à linha de defesas– Passaram a ser cinco homens.

Até ao intervalo, o FC Porto tentou explorar saídas rápidas, mas nesse momento não colocou muitos homens na frente e as jogadas acabaram por ser inconsequentes, exceto no canto que deu o primeiro golo aos dragões. Os esquemas táticos continuam uma mais-valia da equipa de Sérgio Conceição.

Na segunda parte, o FC Porto tentou ter mais bola, assumir o jogo, mas as substituições de Villas-Boas aos 59’ -entraram Benedetto e Payet- voltaram a trazer a toada da primeira parte. Bola do Marselha, mas jogo lento, previsível e inofensivo para as cores nacionais.

Aos 66’ Grujic foi expulso por acumulação de amarelos. Apesar disso, o FC Porto conseguiu ampliar a vantagem. Novo golo de Sérgio Oliveira nesta edição da Champions, fruto da inteligência de Corona.

O Mexicano apercebeu-se de uma situação de 1×1 em lançamento lateral e conseguiu colocar a bola em Marega naquele que é o seu momento mais forte: na profundidade, em luta com o defesa. O pénalti trouxe outra boa notícia- a expulsão de Balerdi.

Momento chave do melhor jogador da última edição da Liga NOS que pode definir a prestação do clube da invicta na Europa, e que é demonstrativa da importância do jogador para a equipa de Sérgio Conceição. Enorme talento, grandes números (a nível de assistências sobretudo) e ainda uma excelente perceção dos momentos do jogo associada à tomada de decisão.

Com a cabeça, Corona conseguiu acabar com o jogo, colocar o FC Porto com pé e meio nos oitavos de final da LC e ainda «expulsar» um jogador adversário. Brilhante.

A prova que a inteligência é o que separa os bons dos grandes jogadores.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.