Menu Close

O SC Braga escolheu a sul-africana Jermaine Seoposenwe para fazer parte da linha atacante do plantel para 2020/21. A jogadora de 26 anos é internacional pela África do Sul (tem também nacionalidade norte-americana), atuava nas espanholas do Real Betis e habitualmente joga pelos flancos.

MOMENTO DEFENSIVO

As tarefas defensivas não são as preferidas para Seoposenwe. A sul-africana apresenta-se como uma jogadora mais ativa numa primeira linha de pressão, mas a sua participação defensiva termina grande parte das vezes no momento em que essa linha é ultrapassada. Para além disso, revela algumas dificuldades em fazer, por exemplo, contenção defensiva perante uma adversária.

As bolas paradas são o momento defensivo do jogo onde a sul-africana mais participa. Apesar de não ser propriamente uma gigante (1,68m), o porte físico de Seoposenwe é suficiente para que seja uma mais valia para a sua equipa nesses momentos.

MOMENTO OFENSIVO

Aqui sim, Jermaine Seoposenwe está na sua praia. Veloz e ágil, a sul-africana é uma ameaça constante na transição ofensiva.

A jogadora de 26 anos pode atuar quer pela esquerda, quer pela direita, mas é sobre o flanco canhoto que tem espaço para realizar aquele que é o seu movimento mais caraterístico: cortar para dentro e procurar a finalização de pé direito.

O SC Braga perdeu a nigeriana Uchendu, mas em Jermaine Seoposenwe ganha uma jogadora com alguns traços semelhantes. Não apenas na velocidade, que a torna forte na exploração da profundidade, mas também no drible.

Na hora de atacar, Seoposenwe é das primeiras a “disparar” rumo à baliza contrária, com ou sem bola. Apresenta-se, por isso, como uma jogadora também capaz de ganhar metros com o esférico.

De um modo geral, é uma atleta talhada para o momento ofensivo, que se sente confortável em partir para o drible, sobretudo se for em velocidade. Precisa, acima de tudo, de melhorar a capacidade com o pior pé (o esquerdo) e a tomada de decisão.