Menu Close

Michael Olise – À procura da melhor decisão

Já não se fazem números 10 à moda antiga. Sem entrar no tópico do porquê da decadência da posição, há um jovem de 19 anos que nos faz lembrar os míticos camisas 10 do futebol. Michael Olise personifica a definição de requinte. Se já não existem muitos 10’s no futebol moderno, talvez represente a próxima geração de mágicos dentro de campo. Vamos à análise.

Internacional sub-18 pela França, já leva 52 jogos pelo Reading do Championship que, apesar de ser segunda divisão, é muito competitiva e com futebol, digamos, positivo. Na presente época já marcou 4 golos e assistiu 8, mas Olise não se avalia pelos números, avalia-se pelo perfume com que joga à bola.

Médio ofensivo de preferência, consegue jogar na ala direita ou esquerda, mas na realidade não é aquele tipo de jogador que se fixa numa posição. Anda sempre a correr, com a cabeça levantada e a girar o pescoço, a oferecer-se como linha de passe e a fazer fluir o jogo da equipa. Em resumo, sempre à procura da melhor decisão.

Joga em constante movimento: recua, lateraliza, joga baixo, junto à área, enfim, tem capacidade para brilhar em várias zonas. A forma como recebe orientado dá gosto de ver, conseguindo ficar de frente para o jogo com a bola a favorecer o seu pé esquerdo. Tem uma alta capacidade de análise, conseguindo entender espaços como um jogador evoluído. Sabe quando progredir para explorar esses espaços e de forma a que a equipa ganhe metros, conseguindo depois definir e desmarcar colegas. O seu posicionamento é muito bom, podendo recuar na primeira fase de construção, mas preferencialmente ocupa o espaço entre linhas ou intra jogadores. Junta esta interpretação de espaços com a receção orientada e qualidade de passe, e já entendemos que tipo de médio é.

Olise facilita todo o processo ofensivo da equipa e com ele em campo há um enorme salto qualitativo neste capítulo. A sua capacidade de organização de jogo e criação permite que os colegas se foquem em se posicionar corretamente e a procurar desmarcações, visto que no francês têm alguém que coloca a bola certeira. A sua capacidade de decisão e definição são acima da média, temporizando o passe à espera da melhor opção, seja ela mais lateral ou em rotura.

Frente a adversários que pressionem alto, que se foquem em cobrir a bola ou até num contexto em que a equipa esteja com dificuldade em circular ou chegar à área, ele começa a soltar-se, a jogar em modo vagabundo, mas não é um vagabundo qualquer, é um verdadeiro intérprete dos espaços. A procura de ser opção de passe e movimentos para receber e passar (take the ball, pass the ball, não é Guardiola?) ajudam a equipa a ultrapassar a pressão e a encontrar zonas livres para explorar. Perante este contexto, apesar de jogar solto é mais costume vê-lo a jogar mais lateral. Num contexto em que o Reading tenha mais bola e mais espaço para trocar, ele pode fixar-se a 10 para servir de ligação com os médios mais recuados e fazer o último passe (e faz tão bem).

Não é um jogador muito preponderante no momento defensivo. Não é uma função que o treinador lhe peça muito para desempenhar, no entanto, é algo que deve ser melhorado. Nem sempre vai jogar em equipas com muita percentagem de posse de bola e há que saber adaptar e jogar em vários contextos. Por outro lado, estando sempre mais à frente retira dele a qualidade na progressão rápida com bola, conseguindo receber, rodar e definir com qualidade em transição ofensiva.

Com apenas 19 anos, Olise tem uma margem de progressão gigante. É um médio que encanta, é inteligente com e sem bola e espalha magia dentro de campo. A continuar neste cenário de evolução e, quem sabe, num contexto de Premier League onde possa jogar numa equipa maior, poderá surpreender e assumir um papel importante na criação de jogo. Neste momento, temos uma promessa que considero que possa vir a ser uma das referências mundiais nos próximos anos.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.