Menu Close

Como reforçar o campeão com apenas 25M€

O título de campeão nacional significa, entre muitas outras coisas, a entrada direta na Liga dos Campeões, também conhecida como “Liga dos Milionários”. Esta alcunha faz jus ao efeito financeiro que a participação nesta competição traz.

É sabido do público em geral que a entrada na fase de grupo da Liga do Campeões significa a entrada de uma quantia avultada de dinheiro, que em muito interfere nas contratações do clube. Para além disso, o plantel do Sporting valorizou consideravelmente e vários jogadores podem vir a sair, o que pode significar a entrada de muitos milhões.

Assim, fala-se que o Sporting tem um orçamento de 25M€ para transferências, dinheiro que será principalmente utilizado em três posições: ala esquerdo, médio e extremo.

Scouting

No processo de scouting de jogadores, é importante fazer coincidir a “data” – estatística e a análise através de vídeo.

Assim, a escolha foi feita baseou-se na seleção dos laterais e alas, até aos 28 anos, de várias ligas europeias com interesse e potencialmente acessíveis, sendo elas: Liga NOS, La Liga, Ligue 1, Jupiler Pro League; e de duas ligas sul-americanas: o Brasileirão e a Liga Argentina. Esta seleção baseia-se na “data”, nas características, na qualidade e potencial do jogador, e por último numa eventual possibilidade de transferência, tendo sempre em conta o valor de mercado de cada jogador e o clube do mesmo, de modo a descartar alvos de transferência irrealistas.

O maior problema da “data” é que um jogador com uma temporada menos positiva é algo prejudicado e para além disso, cada campeonato tem um grau de dificuldade e até características, diferentes. Ainda assim, segue-se uma análise de três jogadores para cada posição.

Ala Esquerdo

Nesta situação, a possível compra de um lateral é fundamentalmente resultado de uma possível saída de Nuno Mendes. O jovem lateral ganhou um enorme destaque esta temporada, tendo mesmo sido um dos melhores jogadores do Sporting e também de toda a Primeira Liga e nomeado para o “Onze do Ano” oficial.

As suas fantásticas prestações resultaram na convocação para o Europeu pela Seleção A e também num suposto interesse de vários tubarões europeus, entre eles o Manchester City, que tem sido o clube mais associado ao jovem lateral português.

Assim, depois de uma seleção com base em todos os parâmetros descritos, foram selecionados alguns jogadores, sendo eles: Rúben Vinagre, Guilherme Araná e Milad Mohammadi. Após uma análise individual a cada um dos jogadores abordados, segue-se uma tabela com alguns dados relevantes dos laterais referenciados.

Rúben Vinagre

O jovem jogador português de 22 anos foi emprestado em Janeiro ao Famalicão pelo Wolves e neste curto período de tempo ganhou um enorme destaque, sendo agora o jogador mais falado para substituir Nuno Mendes.

A posição de ala é muito diferente da posição de lateral, devido à função desempenhada. À semelhança de Nuno Mendes, Rúben Vinagre destaca-se pela capacidade ofensiva. O jogador que pertence ao Wolverhampton tem uma boa capacidade técnica, é muito forte em drible e em progressão. Aliado a isso, Vinagre é bastante rápido e ágil e tem uma excelente capacidade de mudança de velocidade, o que, aliado à sua capacidade técnica, o torna muito forte no 1v1. Para além disso, Rúben é um jogador com um bom passe e cruzamento, sendo muito forte no último terço. O lateral português tem uma boa movimentação e uma forte chegada a zonas mais adiantadas.

No entanto, o tempo que um jogador passa sem bola é bastante superior ao tempo com bola e é esse período de tempo que em grande parte define a sua real qualidade. Defensivamente, Rúben Vinagre não é tão forte, tendo alguns problemas de posicionamento e de alinhamento com a linha defensiva, algo muito derivado de subir bastante no terreno, o que resulta num menor desempenho e eficácia defensiva. Ainda assim, a equipa do Sporting já provou por várias vezes sobre o comando de Rúben Amorim que é bastante forte defensivamente e os defesas centrais e os médios tem capacidade e estão preparados para compensar as subidas no terreno do jogador que desempenhe a função de ala no Sporting.

Para concluir, Rúben Vinagre é um jogador muito interessante e com potencial para vir a ser um dos destaques da Primeira Liga. No entanto, o Wolves exige uma quantia algo elevada, pelo que os rumores indicam que o Sporting está a tentar negociar apenas uma parte do seu passe para tornar o valor da transferência mais acessível. Também foi falado de um alegado interessa do Benfica, mas parece ser o Sporting a equipa mais perto de garantir o jovem lateral português.

Guilherme Arana

Nascido em 1997, Guilherme Arana despontou na academia do Corinthians. Ganhou destaque ainda jovem e saiu em janeiro de 2018 para a Europa, com destino a Sevilla. Ao serviço dos andaluzes teve pouco sucesso e uma época e meia depois foi emprestado à Atalanta, tendo o empréstimo apenas durado alguns meses. Dois anos depois e após de uma enorme desvalorização, Araná foi emprestado ao Atlético Mineiro, onde se encontra até hoje.

No Brasil, o lateral de 24 anos voltou a ganhar destaque e é agora uma das principais figuras da sua equipa e um dos melhores laterais esquerdos da América do Sul.

Em termos de estilo de jogo e características, Arana é um jogador muito forte com bola e em condução. Tem uma boa capacidade técnica e um bom cruzamento. O lateral é muito forte ofensivamente e é uma presença constante em zonas adiantadas. Defensivamente tem alguns problemas de leitura defensiva, antecipação e posicionamento.

Guilherme Arana é então um jogador bastante interessante e encaixaria bem no sistema de Rúben Amorim. O jogador já chegou a ser associado ao Sporting em 2016 mas a transferência não se realizou. Vários anos depois, Arana surge como um dos melhores possíveis substitutos de Nuno Mendes. Em termos de preço, o Atlético Mineiro acionou a opção de compra contemplada no contrato de empréstimo, pelo que para garantir a contratação do lateral, o Sporting teria que eventualmente desembolsar uma boa quantidade de dinheiro, algo que poderá ser possível com a injeção de capital relativa à entrada na fase de grupos da Liga dos Campeões e também de uma eventual venda do próprio Nuno Mendes.

Milad Mohammadi

Mohammadi é um lateral iraniano com 27 anos (nascido em 1993) e joga no Gent da Bélgica. Milad é, curiosamente, irmão gémeo de Mehrdad Mohammadi, avançado que passou por Portugal, tendo representado o Desportivo das Aves na temporada 19/20.

O jogador iraniano é um ala forte ofensivamente mas apresenta números de criação e produção inferiores aos dois possíveis substitutos já apresentados. Ainda assim, o jogador iraniano é bastante capaz com bola, sendo um jogador com uma excelente capacidade de progressão e chegada ao último terço. Defensivamente, Mohammadi é muito forte e bastante eficaz nos duelos defensivos, algo evidenciado pelos dados.

Assim, Mohammadi é um jogador bastante interessante e também encaixaria bem no plantel do Sporting. No entanto, entre todos, Milad é o jogador mais velho e está no limite de idade contemplado neste projeto de scouting. Este lateral tem um valor de mercado relativamente baixo (avaliado em 2,5M€ pelo Transfermarkt) e, para além disso, resta apenas 1 ano no contrato do jogador. Assim, o lateral é um jogador com menor margem de progressão mas é um jogador bastante interessante, experiente e também acessível, ainda que possa ser algo curto caso o Sporting tenha um projeto desportivo cujo objetivo passe por tentar garantir constantemente o 1º lugar na Primeira Liga e presenças na Liga dos Campeões.


Assim, fica aqui uma tabela comparando os dados mais relevantes para a posição em questão dos três jogadores analisados, que nos permite perceber quais os pontos positivos e negativos de cada um.


Médio

Ainda que João Mário tenha realizado esta temporada ao serviço do Sporting, o internacional português estava apenas emprestado e é agora o principal alvo do Sporting para este mercado de transferências. Para além disso, Matheus Nunes está supostamente de saída, o que abre espaço para a contratação de um médio. Ainda assim, caso não se confirme a contratação de João Mário tudo muda, uma vez que será necessário um jogador para assumir no imediato.

Deste modo, o scouting realizado tem como objetivo procurar um jogador que possa ser suplente do principal médio (idealmente João Mário) tendo assim tempo e espaço para crescer.

Os parâmetros de seleção são semelhantes aos do processo de scouting dos laterais, mas houve uma pequena mudança no intervalo de idades, tendo agora sido selecionados jogadores até aos 26 anos. Para além disso, foi elaborada uma posterior escolha, descartando médios defensivos e médios ofensivos, dando prioridade aos ditos “8”. Nota para os jogadores da Liga Argentina e do Brasileirão que foram escolhidos com base em dados referentes à temporada anterior, visto que a atual está ainda no início.

Manuel Ugarte é um dos jogadores falados para a posição e junto a ele foram escolhiodos Hidemasa Morita e Jorman Campuzano. Segue-se assim uma pequena análise a cada um deles e posteriormente uma tabela que compara os dados destes três jogadores.

Manuel Ugarte

O jovem jogador uruguaio chegou ao Famalicão do CA Fénix em janeiro de 2021 e foi um dos destaques da equipa do norte do país. A temporada não começou da melhor maneira mas a chegada de Ivo Vieira e também de alguns reforços, tais como o próprio Ugarte e também Rúben Vinagre (já aqui referenciado) mudou tudo, tendo o Famalicão terminado perto dos lugares europeus.

Ugarte é um médio forte em condução e em passe, tendo uma boa capacidade técnica. Aliado a isso, Ugarte é muito ativo e lutador defensivamente. O jovem uruguaio tem uma boa leitura defensiva e capacidade de antecipação, o que resulta numa boa capacidade de recuperação de bolas. Por fim, Ugarte é também forte nos duelos ofensivos e também nos defensivos, tal como é evidenciado pela tabela em cima.

Manuel é muito novo e tem muita margem de progressão muito grande, tendo potencial para vir a ser uma das principais figuras do meio-campo da seleção “Celeste”.

Ugarte foi contratado em janeiro por cerca de 3 milhões de euros e é provável que o Famalicão tente rentabilizar ao máximo o jogador. Ainda assim, o valor da sua transferência será sempre acessível ao Sporting. Caso a transferência se venha a confirmar, Ugarte será um grande adição ao plantel leonino.

Hidemasa Morita

O jogador japonês de 26 anos jogou a carreira toda no Japão, tendo apenas chegado à Europa em janeiro de 2021, quando já tinha 25 anos.

Morita é um jogador forte defensivamente com uma boa capacidade de posicionamento e de antecipação, algo evidenciado pelos dados da tabela abaixo. Com bola, o médio nipónico é também muito forte, apresentando uma excelente capacidade de passe, resistência à pressão e capacidade de decisão. Para além disso, Morita é forte em condução, tendo também uma boa chegada à área.

Hidemasa Morita chegou a Portugal no mercado de inverno da temporada 20-21, tal como Ugarte e à semelhança do médio uruguaio, ganhou um enorme destaque e é já apontado a voos maiores. Fala-se principalmente do interesse do SC Braga, mas o jogador japonês é um jogador muito interessante e seria uma opção muito viável para o Sporting.

Jorman Campuzano

Campuzano é um jogador colombiano de 25 anos, que joga atualmente no Boca Juniors. Jorman chegou à Argentina em 2019 e teve uma grande evolução sendo agora um jogador bastante interessante.

O médio do Boca Juniors é bastante forte nos duelos defensivos, tem um bom posicionamento e uma forte antecipação, e é também muito ativo, apresentando um desempenho defensivo fenomenal. Ofensivamente, Jorman não tem dados tão relevantes, sendo dos três jogadores analisados o jogador com dados ofensivos menos positivos.

Deste modo, Jorman Campuzano é um jogador mais defensivo e é uma solução viável para ser mesmo uma aposta para o imediato. O contrato do médio colombiano com o Boca Juniors termina apenas em 2023, mas é um jogador bastante interessante e acessível à realidade do Sporting.


Para concluir a análise dos médios, fica aqui novamente uma tabela que compara os dados apresentados por cada jogador, onde é possível observar as características de cada um.


Extremo

Para esta posição, ainda que haja rumores da saída de Jovane Cabral, a contratação de um jogador não dependerá totalmente de nenhuma venda. Deste modo, o perfil do jogador contratado é mais abrangente, mas nunca fugindo muito de um jogador semelhante a Nuno Santos, que foi a aposta mais regular de Rúben Amorim ao longo da temporada.

Assim, a seleção dos jogadores foi efetuado com base nas mesmas condições que as posições anteriores, nunca esquecendo o perfil do jogador e o preço do mesmo.

Para esta posição foram também selecionados três jogadores, sendo eles: Marcus Edwards (que tem sido muito associado ao Sporting), Ali Gholizadeh e Kamaldeen Sulemana.

Para além disso ficam aqui outros jogadores que seriam opções viáveis, mas que por diversos motivos (preço, irrealidade da transferência ou falta de preparação/nível atual para a realidade do Sporting), foram descartados.

  • Ricardo Horta –  SC Braga
  • Carlos Mané – Rio Ave
  • Francisco Trincão – FC Barcelona (empréstimo)
  • Facundo Torres – CA Peñarol
  • Anders Dreyer – FC Midtjylland
  • Albion Ademi – Djurgårdens IF

Marcus Edwards

Marcus Edwards é um extremo inglês de 22 anos, que foi dispensado pelo Tottenham em 2019, após dois empréstimos sucessivos ao Norwich e ao Excelsior. O Vitória aproveitou a dispensa dos Spurs e contratou o jovem jogador a custo zero.

O extremo inglês é uma exceção neste artigo, uma vez que os dados da tabela que se encontra em baixo são referentes à temporada 19/20, de modo a podermos ter uma melhor perceção do que o jogador pode verdadeiramente oferecer.

Assim, Edwards é um jogador com uma excelente capacidade técnica e de drible. É bastante rápido e tem uma capacidade muito boa de mudança de velocidade. Aliado a isso, Marcus também é bastante criativo, tem um bom passe e uma boa visão de jogo. Em termos de decisão, o extremo inglês ainda tem espaço para crescer, mas é algo capaz nesse aspeto, tendo tido bons números de criação e produção na temporada 19/20. No aspeto defensivo, Edwards é pouco ativo e ainda deve melhorar bastante nesse aspeto.

Edwards já foi associado a uma transferência no verão de 2020 e agora, um ano depois, esses rumores intensificaram-se, sendo o Sporting, alegadamente, um dos maiores interessados. O preço da transferência será algo alto por diversos motivos mas o Sporting tem a total capacidade de conseguir negociar com moldes que facilitem a compra do jogador inglês.

Ali Gholizadeh

O futebol iraniano tem vindo a crescer e são cada vez mais os jogadores deste país a despontar nas principais liga europeias. Entre muitos, vários se destacam tais como Mehdi Taremi, Sardar Azmoun, Alireza Jahanbakhsh, Milad Mohammadi (já aqui abordado) e por fim, Ali Gholizadeh.

Ali tem 25 anos e chegou ao futebol europeu em 2018 para o Charleroi, onde tem sido um dos principais destaques da sua equipa.

Gholizadeh é um extremo que pisa terrenos interiores, tem uma excelente capacidade técnica e um baixo centro de gravidade. É um jogador bastante criativo e com uma capacidade de criação muito boa e acima da média. Esta temporada, Ali teve 14 contribuições para golo no campeonato, tal como é evidenciado pela tabela em baixo, o que significa 1/3 de todos os golos da sua equipa.

Para além disso, o extremo iraniano é muito ativo defensivamente, tal como é evidenciado pelo número de recuperações de bola por jogo.

Para concluir, Ali é um jogador bastante interessante e já merece patamares maiores. Ainda assim, poderá não estar num nível para se afirmar totalmente no Sporting, mas é um opção acessível e também muito interessante.

Kamal Deen Sulemana

Sulemana é um dos mais recentes produtos do projeto “Right to Dream” e da sua parceria com o FC Nordsjælland. São vários os jogadores que resultaram desta parceria e hoje se encontram em grandes clubes europeus, tendo Kamal Deen Sulemana o potencial para ser uma das principais figuras produzidas por este inovador clube dinamarquês.

Kamal Deen é um avançado de ganês de 19 anos, que pode jogar quer a partir da ala quer no centro, sendo ele um jogador muito rápido e tecnicista, com uma excelente capacidade de drible e também uma excelente movimentação. Ainda assim, jovem extremo tem alguns problemas ao nível da decisão e em termos de contribuição defensiva, dois fatores que podem ser facilmente trabalhados.

Deste modo, Kamal Deen Sulemana é um jogador com um enorme potencial e já está debaixo do olho de uma grande parte dos principais clubes europeus. Ainda assim, caso o Sporting decida avançar por este jogador, é provável que ainda seja possível garantir a sua contratação. Sulemana não está pronto para as ditas ligas top-5, mas Alvalade poderá ser um excelente local para o jovem ganês evoluir e afirmar-se.


Por último, segue-se outra vez uma tabela de comparação dos três extremos abordados, na qual podemos observar os aspetos positivos e negativos de cada jogador.


Conclusão

Resultado da excelente temporada 2020-2021, o Sporting garantiu a entrada direta na Fase de Grupos da Liga dos Campeões e viu vários dos seus jogadores valorizarem exponencialmente. Tudo isto significa ou pode significar uma enorme injeção de capital, o que dá liberdade aos “Leões” para se reforçarem em algumas posições.

Assim, neste pequeno projeto de scouting foram abordados três jogadores para a posição de ala esquerdo, médio e extremo. Os jogadores foram selecionados com base nos dados das duas temporadas mais recentes, tendo sido posteriormente escolhidos com base nas características e no perfil desejado, preço e probabilidade de transferência.

Rúben Vinagre, Manuel Ugarte e Marcus Edwards são os jogadores mais falados para reforçar o plantel do Sporting mas para além deles ficam aqui mais duas soluções bastantes interessantes para cada posição.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.