Menu Close

Danilo Pereira – A torre que faltava no xadrez de Tuchel?

Danilo Pereira chega ao Paris Saint-Germain na condição de emprestado, tendo o clube francês desembolsado quatro milhões de euros. A juntar a isto, o PSG fica com a opção de compra do passe do jogador por 16 milhões de euros. Assim, a equipa do FC Porto pode encaixar 20 milhões de euros pela transferência do jogador português.

No seu processo de formação, Danilo teve passagens pelo Arsenal 72, Estoril Praia e pelo Benfica. Em 2010 rumou à equipa italiana do Parma, onde foi emprestado à equipa do Aris. Com apenas 20 anos, estreou-se pela equipa principal do Parma, na primeira divisão italiana, onde realizou 89 minutos em 5 jogos. Em 2012/2013 foi emprestado à equipa do Roda, onde realizou 36 jogos. De seguida, rumou ao campeonato português para representar a equipa do Marítimo, onde as suas boas exibições chamaram a atenção da equipa do Sporting e FC Porto. Porém, foram os dragões que garantiram a sua contratação. Ao serviço dos azuis e brancos, realizou cinco épocas, tendo participado em 202 jogos, onde marcou 19 golos. Aos 29 anos a sua carreira passa para a melhor equipa do futebol francês, o PSG, onde o grande objetivo é a conquista da Liga dos Campeões.

Danilo chegou ao Paris Saint-Germain e foi titular nos 3 jogos do clube. A sua estreia foi contra a equipa do Manchester United, jogo a contar para a Liga dos Campeões, onde foi opção como médio defensivo num meio campo a três, juntamente com Gueye e Ander Herrera. Para surpresa de todos, Danilo foi defesa central pela direita, frente ao Dijon e Basaksehir.

O internacional português não teve qualquer problema de se afirmar no centro da defesa, jogando simples e prático, não complicando as tarefas dos seus colegas. A juntar a isso, foi somando recuperações de bola que permitiram ao PSG a segurança necessária nos momentos defensivos.

Tuchel: “O Danilo até pode jogar a avançado e o Rafinha a médio. Para mim, o Danilo é mais defesa do que médio”.