Menu Close

Jogadores a seguir – Liga Bwin 2021/2022

Com o início de mais um campeonato à vista, chega o momento de fazermos um exercício de previsão do que poderá acontecer ao longo de mais uma época do futebol nacional.

Com nova cara e novo patrocinador, esta Liga Bwin será um campeonato muito competitivo e que promete qualidade coletiva e individual.

Neste guia de antevisão ao campeonato, indicamos dois nomes por equipa que poderão marcar a diferença.

Para os fãs de ligas fantasy ficam também algumas dicas que podem incorporar nas vossas equipas. Venham também participar connosco na nossa liga pública no site RealFevr- https://fantasy.realfevr.com/t/d97db508

Índice remissivo:

Craque da Equipa – Mateo Cassierra – Avançado – 24 anos

O avançado colombiano chegou à Europa em 2016 com o rótulo de promessa. Na altura com 19 anos, Cassierra transferiu-se do Atlético Nacional para o Ajax a troco de 5,50M€. Nunca conquistou um lugar no atual campeão holandês e foi emprestado duas vezes, ao Groningen e ao Racing de Avellaneda. Mateo nunca se conseguiu destacar e em 2019 transferiu-se para a Belenenses SAD. Em duas temporadas realizou 61 jogos no campeonato português e registou 14 golos, um rácio pouco positivo, mas tendo em conta todo o contexto envolvente, é perfeitamente normal. Para além disso, na temporada mais recente, marcou 10 golos em 32 jogos, o que já são números relativamente positivos. Para concluir, o jogador colombiano mostrou capacidade para ser decisivo na temporada passada e num Belenenses SAD cada vez mais desfalcado, Cassierra tem tudo para ser o principal destaque da equipa treinada por Petit.

Mateo é um avançado centro com 1,83m. É dotado de uma boa capacidade física, tem boa passada e sabe utilizar o corpo a seu favor relativamente bem. Cassierra tem uma movimentação muito boa, dentro e fora da área, e faz disso a sua principal arma para marcar golos. Ainda assim, possui um bom remate curto e é forte na finalização dentro da área. No aspeto de ligação com os colegas, Mateo é também forte e bastante capaz. Defensivamente é ativo e comprometido com restante equipa.

Jovem a Seguir – Afonso Sousa – Médio Ofensivo – 21 anos

Formado no FC Porto, Afonso Sousa, o 3º jogador da geração Sousa a jogar na Primeira Liga, foi um dos destaques da campanha vencedora no Porto na Youth League na temporada 18-19. Afonso saltou para a equipa B mas nunca teve qualquer aparição na equipa sénior do FC Porto. No início da temporada 20-21, foi cedido ao Belenenses SAD, com os Dragões a manterem uma boa percentagem. Na 1º temporada realizada aos comandos de Petit, Afonso realizou 32 jogos, 20 a titular, e registou apenas 2 contribuições para golo, números muito pouco positivos e que deixam algo a desejar. Ainda assim, num Belenenses SAD com o plantel muito limitado, Afonso tem potencial para ser o principal jovem a seguir e deixar a sua marca.

Afonso Sousa é um médio ofensivo que se destaca com bola. Tecnicamente é forte, tem um bom controlo de bola e um bom passe. É criativo e tem uma boa visão de jogo, mas ainda assim tem números de criação bastante reduzidos pelo que se deve tornar mais consistente neste campo. Afonso deve tornar-se mais intenso e vertical com bola, de modo a tornar-se um jogador mais completo e melhor. Defensivamente, tem vindo a melhorar e está cada vez mais competente nesse aspeto. Para concluir, Afonso Sousa tem apenas 21 anos e ainda só realizou uma temporada no principal escalão do futebol português, assim, com espaço para crescer, o jovem médio português tem todas as condições para ganhar protagonismo e evoluir bastante.

Craque da Equipa – Alberth Elis – Avançado – 25 anos

O internacional hondurenho chegou a Portugal na época passada para representar o Boavista, vindo do futebol norte americano, onde representava o Houston Dynamo, chegou e impressionou, levando 8 golos e 6 assistências na sua época de estreia em Portugal.

Elis destacou-se logo pela sua grande estampa física, algo que lhe tem permitido fazer alguma diferença no nosso campeonato, é um jogador muito forte nos duelos, segura bem a bola e é muito perigoso se lhe for dado espaço nas costas das defesas. Mesmo no capítulo defensivo é um jogador comprometido e é o primeiro a pressionar o adversário. Esta poderá ser uma época de afirmação na liga, no entanto já é um jogador muito pretendido por outros clubes, neste mercado de verão já foi apontado ao FC Porto e mais recentemente ao Bordeaux.

Jovem a Seguir – Tomás Reymão – Médio Centro – 23 anos

Reymão foi uma das grandes figuras do Boavista nos sub-23 e esta temporada tudo indica que será uma aposta firme da Pantera. O jovem médio de 23 anos não é propriamente inexperiente, já teve passagens no estrangeiro na sua formação, passando pelo Chelsea, Fiorentina e Wolverhampton, neste último já no escalão de sub-23.

Neste início de temporada temos visto Reymão a fazer dupla com Seba Pérez e tem estado muito sólido. Astuto no momento defensivo, boa leitura e posicionamento, esteve particularmente bem na partida frente ao Portimonense para a Taça da Liga onde foi muito importante com os seus desarmes. Com bola mostra-se confortável, confiante, sem nunca comprometer a equipa. Tem sido interessante acompanhar este novo Boavista pela juventude que apresenta no seu 11, poderiam ser apontados mais nomes para este segmento claramente, mas Reymão para ser aquele que poderá ter mais condições de ser importante na equipa no imediato.

Craque da Equipa – Rafael Barbosa – Médio Ofensivo – 25 anos

Foi um dos principais destaques do Tondela na época anterior com três golos em 32 partidas. Vai fazer a sua segunda temporada nos beirões e tem tudo para se afirmar em definitivo no principal escalão português. Caso consiga apresentar o mesmo nível e com a regularidade exibicional que demonstrou na época transata, tem tudo para dar o salto para um clube que lute por outros objectivos em Portugal.

Médio ofensivo com excelente relação com bola. Consegue perceber bem os espaços que deve pisar e gosta de jogar entre linhas para receber e ligar o jogo. Boa capacidade de passe e organização no meio campo ofensivo. Desequilibra bem perto da área contrária e consegue servir os colegas com passes em profundidade. Será uma das principais referências do Tondela na época 2021/2022.

Jovem a Seguir – Tiago Dantas – Médio Ofensivo – 20 anos

Depois de uma experiência no Bayern Munique em 2019/2020, chega ao Tondela para ser uma das figuras da equipa e um dos jovens a seguir esta temporada na Liga Bwin. Não somou muitos minutos no clube germânico mas o contexto que encontrou pode ser vantajoso ao seu desenvolvimento hoje num emblema que luta por outros objectivos.

Pode jogar em várias posições no meio campo. Tem condições para assumir a função de médio ofensivo, assim como assumir a iniciativa de jogo numa posição mais recuada e ligar o jogo desde o círculo central. Em último caso também pode jogar como extremo de ligação. De qualquer das formas vamos ver Tiago Dantas a assumir um papel de destaque na fase ofensiva do Tondela, com responsabilidades no último terço para organizar o jogo da sua equipa e também criar situações de perigo, fruto da sua qualidade técnica, capacidade de passe e visão de jogo.

Craque da Equipa – Miguel Crespo – Médio Centro – 24 anos

Miguel Crespo foi a grande figura do título da segunda divisão. No Estoril desde 2019, depois de uma passagem de duas épocas pelo Braga B, assumiu-se como o maestro da equipa e arrecadou o prémio de melhor jogador da Liga 2 SABSEG. Para este ano, numa equipa de aspirações revigoradas, muito do sucesso dos canarinhos passa pela forma deste jogador.

De meias curtas e fita no cabelo, Crespo remete o espectador para os anos 90, e traz dessa época a intensidade com que disputa os duelos. Já a capacidade em jogar com os dois pés (apesar de destro), a chegada à área para zonas de finalização e a visão de jogo requintada são características que o aproximam mais do futebol técnico do século XXI, tornando-o num híbrido que vale a pena seguir com atenção.

Jogador a Seguir – Chiquinho – Extremo – 21 anos

Mais uma figura de um título do Estoril, desta feita nos sub-23. Chiquinho foi decisivo nos jogos em que participou (foi alternando com presenças na equipa sénior). Formado no Sporting, foi emprestado ao Tondela e Estoril Praia, até se fixar definitivamente na equipa da linha.

É um extremo desequilibrador capaz de decidir jogos sozinho, seja através do remate, da capacidade de drible ou do acerto no passe para descobrir colegas em boa posição. No 1×1 é muito agressivo e faz bom uso dos dois pés na altura de desconcertar o seu adversário direto. É um dos jogadores a seguir na Liga NOS, e certamente um que vai estar no radar das maiores equipas.

Craque da Equipa – João Basso – Defesa Central – 24 anos

Assume aos 24 anos a sua primeira experiência no principal escalão português e apesar da idade já é um dos líderes do conjunto de Arouca, apresentando uma grande personalidade e maturidade. Chegou ao clube em 2019/2020 e faz parte do núcleo de jogadores que subiu desde o Campeonato de Portugal até
à Liga Bwin.

Central com excelente relação com bola, qualidade na fase de construção e capacidade para sair a jogar desde trás. Demonstra uma grande confiança e segurança com bola nos pés, com critério na forma como consegue ligar o jogo e queimar as linhas de pressão com passes entre linhas. Defensivamente também se destaca pela sua leitura táctica e a sua capacidade nos duelos defensivos.

Jovem a Seguir – Or Dasa – Extremo – 22 anos

Extremo israelita que chegou da I Liga proveniente do Hapoel Kfar Saba. É um dos jogadores mais jovens do plantel e aquele que pode aparecer em maior destaque pela posição que ocupa. Desempenha o papel de extremo ou de avançado mais móvel. Não será fácil conquistar o lugar no trio da frente mas tem condições para somar muitos minutos ao longo da temporada.

Consegue ligar bem o jogo por dentro com capacidade para aparecer entre linhas e servir os colegas em profundidade. Também é um jogador com boa velocidade, mobilidade e agilidade. Explora bem os movimentos de rotura e aparece em zonas de finalização. Tem um bom remate e marca bolas paradas com qualidade. No último terço cria desequilíbrios com facilidade com bola no pé ou no espaço. Qualidade no passe, cruzamento e drible com os dois pés.

Craque da Equipa – Gustavo Assunção – Médio Defensivo – 21 anos

Tendo passado grande parte do seu período de formação no Atlético de Madrid, Gustavo chegou ao Famalicão em 2019, que coincidiu com a 1º temporada do clube no regresso ao principal escalão do futebol português. Na 1º temporada, então com 19-20 anos, Gustavo realizou 30 jogos, 27 dos quais a titular e foi uma das principais peças na fenomenal campanha do clube famalicense. Na temporada transata, em 20-21, o médio brasileiro realizou 26 partidas e foi novamente uma das figuras do Famalicão, ainda que a temporada tenha sido bastante menos positiva. Aos 21 anos, Gustavo é capitão e um dos principais jogadores dos famalicenses, pelo que tem tudo para ser destaque num Famalicão algo desfalcado para a temporada 21-22.

Gustavo Assunção é um médio defensivo ainda muito jovem que se destaca e superioriza acima de tudo pela inteligência que tem em todos os momentos do jogo. Defensivamente, o médio defensivo tem um sentido posicional bastante apurado, uma boa capacidade de antecipação e leitura defensiva, e um bom desarme, algo que confere bastante segurança e equilíbrio ao meio-campo. Para além disso, no processo de construção e ofensivo da sua equipa, Gustavo procura constantemente oferecer linha de passe, não se esconde do jogo, e com bola tem também muita qualidade, sendo bastante capaz de resistir à pressão e mostrando uma excelente capacidade de queimar linhas através do passe. Para concluir, deve ser realçado a maturidade que Gustavo apresenta aos 21 anos, que é o fator que o destaca dos restantes elementos.

Jovem a Seguir – Iván Jaime – Médio Ofensivo – 20 anos

Formado no Málaga, Iván chegou a Portugal no início da temporada 20-21, não foi figura regular no onze do Famalicão, mas ainda realizou 22 jogos, 14 deles a titular, e mostrou detalhes bastante interessantes. Os minutos jogados correspondeu a cerca de 13 jogos completos, nos quais registou 4 golos e 2 assistências, que são números bastante positivos para um médio. Esta época, Iván tem condições para ser aposta mais regular de Ivo Vieira e pode ser uma das figuras da equipa famalicense.

Jaime é um médio centro-ofensivo que se destaca pela enorme qualidade com bola. Iván é detentor de uma excelente capacidade técnica e controlo de bola, tem um bom passe e uma capacidade de remate bastante positiva. Umas das principais características do jogador espanhol são a criatividade e a imprevisibilidade. Sem bola, Jaime ocupa muito bem os espaços entre-linhas e oferece-se ao jogo. Tem também uma boa capacidade de desmarcação e aparece com frequência em zonas de finalização. No aspeto defensivo é menos evoluído e, de modo a se retirar o melhor do jogador, é preferível que o mesmo tenha o menor número de tarefas defensivas possíveis para se poder libertar com bola.

Craque da Equipa – Douglas Tanque – Avançado – 27 anos

Douglas Tanque tem sido um dos melhores avançados em Portugal desde que chegou ao Paços de Ferreira em 2018/2019, para atacar a subida à Liga NOS. Tem sido garantia de mais de 10 golos na Liga época após época (14 em 18/19, 12 em 19/20 e 11 em 202/21) e correndo tudo dentro da normalidade, poderá facilmente atingir essa marca novamente em 21/22. Aos 27 anos está a chegar a um ponto na carreira onde está na sua capacidade física plena e tem já alguma experiência acumulada para ser um dos líderes deste Paços de Ferreira de Jorge Simão.

É um jogador muito forte fisicamente, com uma capacidade soberba no choque e nos duelos contra os defesas adversário e com uma boa capacidade de arranque para atacar o espaço. É um avançado de referência, com facilidade em jogar de costas para a baliza e viver “numa ilha” à espera do jogo direto. É um finalizador com grande qualidade, especialmente no jogo aéreo e com o pé direito, onde têm uma potência de remate muito acima da média.Poderá ser a sua grande época de consagração e dando continuidade ao que vem demonstrado, poderá estar na calha para reforçar um clube de um patamar acima.

Jovem a Seguir – Matchoi Djaló – Extremo – 18 anos

Aos 18 anos, Matchoi Djaló tem um futuro brilhante pela frente. Lançado por Pepa na equipa principal, estreou-se pelo Paços de Ferreira ainda como juvenil, na época 2019/2020 e fez história ao bater o record de Diogo Jota, tornando-se o goleador mais jovem da história do clube, aos 17 anos e 3 meses. É também internacional pelas várias seleções jovens nacionais.

Matchoi é um autêntico diamante por lapidar. Tem características físicas extraordinárias para um jogador da posição dele – velocidade, aceleração e agilidade de elite. Tecnicamente também apresenta uma boa relação com bola, dotando-o de uma excelente habilidade no 1×1 ofensivo e de boa capacidade de drible e de progressão com bola. É no capítulo tático e defensivo que tem que ir trabalhando para passar a ser escolha regular no 11 titular de um Paços de Ferreira que quererá repetir o objetivo de atingir lugares europeus e que terá um plantel competitivo e com boas soluções para a posição de extremo esquerdo. Chegou a ser associado a clubes como Juventus e Arsenal, mas o seu futuro no Paços foi agora reforçado: renovou com os castores até 2024.

Craque da Equipa – Otávio – Médio Ofensivo – 26 anos

Otávio está em Portugal desde 2014, saiu do Brasil visto como uma promessa, mas demorou algum tempo a adaptar-se à Europa e a demonstrar a sua qualidade. Chegou a Portugal em julho de 2014 e atuou na equipa B do Porto, ainda nessa época foi emprestado um ano e meio ao Vitória SC, em que foi treinado por Sérgio Conceição, cresceu e regressou ao FC do Porto de Nuno Espírito Santo. É um jogador que tem vindo a evoluir, mas é inegável que as suas duas últimas temporadas foram as melhores da sua carreira na Europa.

É um jogador à Sérgio Conceição, destacou-se inicialmente como um jogador aguerrido, que sabia o que fazer com bola, principalmente em condução e procurando combinações rápidas, mas devido a muitas posicionar-se como um dos médios centro, de forma a dar equilíbrio à equipa, não aparecia muitas vezes a definir no último terço. Atualmente, Otávio é um jogador mais completo, na pré-época desta temporada e já na época passada, Otávio tem jogado como um médio interior, com maior liberdade, capacidade de condução, destacando-se na visão de jogo e qualidade de passe. Concilia essas qualidades com bola, a uma capacidade de saber reagir à perda e apoiar os laterais quando necessário, de forma a dar os equilíbrios necessários à equipa. Poderá ser a melhor época de Otávio em Portugal, principalmente porque demonstra uma maior liberdade com bola, demonstrando que é um jogador que vai fazer a diferença.

Jovem a Seguir – João Mário – Lateral Direito – 21 anos

João Mário, é provavelmente, dos vencedores da Youth League e que tiveram oportunidade de entrar na equipa principal do Porto, um dos que tem menos hype e um dos que tem mais minutos na equipa A do FC Porto. Aos 21 anos, fez a formação toda no clube da cidade invicta, foi internacional em diversos escalões, sendo vice-campeão europeu nos sub-19 e sub-21.

João Mário desenvolveu a sua carreira como Extremo, onde se destacou pela sua velocidade e capacidade no 1×1. No entanto, na época passada, devido ao Porto necessitar de laterais e com Manafá a atuar muitas vezes do lado esquerdo, João Mário começou a ser utilizado como lateral. Nesta posição destaca-se no capítulo ofensivo, pela capacidade que tem de passar pelos adversários em velocidade e por ser o melhor lateral, quiçá jogador, do Porto a efetuar cruzamentos para a área. Estas características permitiram-lhe ficar à frente de Nanu e nesta pré-época, de Rodrigo Conceição. No entanto, falta-lhe algum rigor defensivo e até um pouco de agressividade, para não dar tanto espaço aos adversários. Pode não vir a ser o melhor lateral do Mundo, mas para a realidade do FC Porto no Campeonato Português é acima da média, principalmente no capítulo ofensivo.

Craque da Equipa – Kiko Bondoso – Extremo – 25 anos

Não só é uma das referências do Vizela por ter feito parto do conjunto de jogadores que subiu do Campeonato de Portugal para a Liga Bwin, como também foi um dos destaques da época passada na II Liga. Apontou três golos em 31 partidas. Mais um produto que se deu a conhecer ao futebol nacional num contexto de Campeonato de Portugal e que conseguiu projectar a sua carreira para o patamar máximo em Portugal.

Extremo irreverente, criativo, ágil e rápido. Consegue receber e ligar o jogo com bola no pé para depois ir para cima do adversário no 1×1 e tirar vantagem da sua condição física e técnica. Também pode procurar a bola no espaço onde consegue aparecer muito bem em zonas de finalização. Tem todas as características para ser um jogador a acompanhar de perto esta época, podendo beneficiar do contexto do clube para ser uma referência no processo ofensivo e aparecer em bom plano nas transições ofensivas.

Jovem a seguir – Tomás Silva – Médio Centro – 21 anos

Chegou vindo do Sporting com o estatuto de campeão nacional depois de alinhar na última jornada da época anterior. Foi o primeiro reforço de Álvaro Pacheco para esta temporada mas não terá vida fácil para assumir um lugar de destaque no meio campo do Vizela, sobretudo pela experiência e rotinas que os três homens do miolo já ganharam quando subiram de divisão.

Médio que pode alinhar como jogador de ligação ou unidade mais ofensiva no apoio ao avançado. A dinâmica que apresenta nas duas funções é muito semelhante, sendo que quando joga em posições mais recuadas gosta de participar mais na fase de construção e progredir com bola dentro do meio campo contrário. Numa posição mais adiantada aparece mais entre linhas para ligar o jogo e servir os seus colegas. Excelente capacidade de passe, visão de jogo, qualidade na organização e na chegada a zonas de finalização. Tem qualidade na finalização e também marca bolas paradas.

Craque da Equipa – Stanislav Kritciuk – Guarda Redes – 30 anos

Apesar de ser uma contratação para esta época, o guarda-redes russo tem tudo para ser a grande figura do Gil Vicente. O novo número 1 da equipa orientada por Ricardo Soares é já um velho conhecido das balizas nacionais – regressou aos relvados portugueses na época passada para discutir a titularidade com André Moreira, mas mostrou que estava a um nível superior e acabou a época em alta, somando exibições muito bem conseguidas e tendo sido rotulado como um dos melhores guarda-redes do campeonato.

É um guarda-redes de grande qualidade, com boa leitura de jogo e posicionamento e tecnicamente muito sólido. Tem tudo para dar continuidade à qualidade demonstrada na época passada e será peça chave para ajudar o Gil a atingir os seus objetivos.

Jovem a Seguir – Samuel Lino – Extremo/Avançado – 21 anos

Uma das grandes revelações da época passada da então Liga NOS, Samuel Lino tem agora uma oportunidade para se estabelecer como um dos jovens atacantes com mais impacto da nossa liga. Em 2020/2021 acumulou 37 jogos e contribuiu com 11 golos, uma marca bastante interessante na sua primeira época como aposta.

Pode fazer várias posições na frente de ataque. Tecnicamente, apresenta bom controlo de bola, conseguindo muitas vezes receber orientado para a sua próxima ação e tem grande capacidade de drible e qualidade na capacidade de remate. Pela sua velocidade e timing nas desmarcações é um jogador muito forte no ataque à profundidade contra equipas que joguem com a linha defensiva subida e é nesses momentos que poderá ter mais impacto no processo ofensivo do Gil Vicente.

Craque da Equipa – Joel Tagueu – Avançado – 27 anos

Um internacional camaronês, mas que fez toda a sua formação como jogador no Brasil, chegou à Madeira, tendo a difícil tarefa de substituir Dyego Sousa. Em média, e em épocas completas na Madeira, demonstra que é garantia de golos, atingindo sempre a marca dos 10 golos. Esta capacidade de fazer golos e dado que estava emprestado pelo Cruzeiro, ao Maritimo, regressou ao Brasil em 2019, mas devido aos problemas diretivos e financeiros do Cabuloso, não conseguiu impor-se regressando à Madeira. Aos 27 anos e estando bem fisicamente, em 2021/2022, Joel pode ultrapassar esta barreira, sendo uma das principais figuras da equipa da Madeira.

É um jogador com muita entrega ao jogo, forte fisicamente, com uma boa capacidade de choque e nos duelos contra os defesas adversário e com uma boa capacidade de arranque para atacar o espaço. É canhoto, que apesar de não ser muito alto, com um bom jogo aéreo. É um avançado de referência, mas que gosta de se movimentar e aparecer entrelinhas, joga melhor de frente para a baliza do que de costas, para poder usar outra das suas características que é a velocidade. Renovou recentemente com o Marítimo até 2024 e que se tudo correr normalmente, poderá ser a sua melhor época na Europa. Para tal, o Maritimo terá que demonstrar uma melhor qualidade de jogo e Tagueu não pode ter o azar das lesões.

Jovem a Seguir – Milson – Extremo – 21 anos

O internacional jovem angolano Milson, chegou a Portugal em 2017/2018 vindo da sua pátria, para atuar nos juniores do Leixões. Na época seguinte foi para o Maritimo e destacou-se tanto no Campeonato Portugal pela equipa B, como pela equipa de Sub-23 na Liga Revelação. Estreou-se na equipa A à 2 anos, no entanto não tem sido uma opção regular no 11 inicial, sendo muitas vezes aquele jogador desbloqueador quando a equipa necessita de alguma irreverência e de fazer golos.

Milson, é um jogador que destaca pela sua velocidade e capacidade de ganhar duelos com os defesas adversários no 1×1, devido ao seu repentismo. No entanto, não é um jogador que tem demonstrado uma regularidade, que lhe permita ser uma presença fixa no 11 do Maritimo. Ao contrário do que acontece com a maioria destes jogadores, Milson, apesar de ter que melhorar em alguns momentos, decide muitas vezes bem o momento em que tem de largar a bola, para contemporizar o jogo, ou para isolar um colega de equipa ou para efetuar cruzamentos. Por vezes, falta-lhe um maior compromisso defensivo.Muitas vezes diz-se que já não há espaço para o repentismo, no futebol “robotizado” de hoje em dia, mas Milson vem provar que essa teoria está errada. Há 3 épocas a fazer jogos na equipa A do Maritimo e tem vindo em crescendo em termos de regularidade, neste momento já demonstra uma maior maturidade, mantendo as suas características que o tornam um jogador diferenciado. É sem dúvida nenhuma um jogador que vai continuar a evoluir e que é sempre interessante de acompanhar.

Craque da Equipa – Filipe Soares – Médio Centro – 22 anos

Na temporada passada, Filipe Soares foi sem dúvida um dos grandes destaques extra-grandes, apenas com 22 anos tornou-se numa das figuras da sua equipa e um dos médios mais interessantes do campeonato, terminando a época com 2 golos e 2 assistências.

O médio formado no Benfica tem-se revelado forte em todos os momentos do jogo, com bola é um jogador claramente para fazer a diferença em zonas de criação, seja através do passe ou de um drible. Tendo espaço também tem capacidade para progredir com qualidade. Sem bola é agressivo, muito disponível, não é um jogador que se esconde quando é a vez de defender. Filipe Soares é um médio cada vez mais completo. Esta temporada já poderia ter saído, tendo sido muito apontado ao FC Porto, mas a verdade é que para já continua ao serviço do Moreirense e é novamente opção. Esta temporada servirá certamente para confirmar a sua qualidade para outros voos.

Jogador a Seguir – Gonçalo Franco – Médio Centro – 20 anos

Gonçalo Franco é um médio centro, médio ofensivo de 20 anos apenas, chega ao Moreirense em 2020 proveniente do Leixões onde impressionou bastante. Na temporada passada chegou a fazer um golo ainda. Esta temporada começa como titular e começam a haver sinais de que poderá ser uma maior aposta.

Franco começou esta temporada a jogar quase como um segundo avançado dentro de um 4-4-2, a jogar um pouco mais subido do que o habitual, mas a mostrar o que sempre teve, qualidade técnica, baixa para ajudar a equipa no momento de construção, mas procura também mais ser um jogador vertical, em progressão, no passe ou a aproveitar os espaços nas costas da defesa, captando bolas longas e a mostrar se no 1v1 com o GR, como foi o seu golo frente ao Penafiel no jogo da Taça da Liga. No momento defensivo é um jogador que ainda vai sentindo algumas dificuldades, é franzino o que dificulta também ir ao choque por bolas, mas também não fica alheado, tenta fazer uma boa ocupação de espaços, tenta cortar linhas de passe, revelando inteligência posicional. Será sem dúvida um dos jovens a seguir esta temporada, com apenas 20 anos parece que irá ganhar outro protagonismo num contexto de primeira liga, o seu crescimento de ano para ano tem sido interessante.

Craque da Equipa – Beto – Avançado – 23 anos

A forma que Beto demonstrou na temporada passada é rara de ver vinda de um jogador que não pertence a nenhum dos grandes. Foram 11 golos marcados na Liga portuguesa e exibições muito positivas que o tornaram num dos destaques de 20/21.

Beto tem vários recursos técnico-táticos, sobretudo na forma como consegue aparecer em zona de finalização, na variedade de movimentos que tem para ultrapassar defesas e aproveitar espaços livres, mas sobretudo na capacidade de finalização. Se ficar em Portimão, o clube algarvio tem um dos melhores avançados da Liga.

Jogador a Seguir – Lucas Fernandes – Médio Centro – 23 anos

A época passa foi inglória para Lucas Fernandes. O médio brasileiro esteve grande parte de fora com uma lesão grave, não podendo dar continuidade às exibições positivas que demonstrou em 19/20. É um médio ofensivo em crescimento, que ainda precisa de ganhar mais recursos.

No entanto, não engana no capítulo do passe (sobretudo o último) nem na capacidade de chegada à área, onde mostra uma qualidade na definição acima da média. Vale a pena observar a que nível se vai apresentar nesta temporada.

Craque da Equipa – Morita – Médio Centro – 26 anos

A vinda de jogadores japoneses para Portugal, tem vindo a aumentar e a maioria demonstra ter qualidade para jogar nos patamares mais altos do futebol português. No Santa Clara, temos o pequenino Morita, que veio do campeão da J-League Kawasaki Frontale. A vinda de Morita para Portugal, foi “um namoro longo”, dito pelo ex-Diretor Desportivo da equipa açoriana Diogo Boa Alma. Morita no Japão, era capitão de equipa, foi bicampeão japonês, ganhou a taça do imperador, capitão de equipa, figurou no melhor onze do Campeonato e é internacional japonês. Após o término do contrato com a equipa japonesa e com vontade de vingar no futebol europeu, assinou pelo Santa Clara e tem provado em todos os jogos a sua qualidade.

É mais um jogador que prova que o físico não é o mais importante no futebol. Tem 1,77m e 73kg, mas demonstra uma maturidade e qualidade de jogo muito boa. É um médio defensivo, com muita entrega ao jogo, muito intenso e agressivo, não desistindo do lance e procurando ganhar as bolas pelo seu posicionamento e inteligência. Com bola, é um jogador que dá critério na saída de bola da equipa açoriana, é quase sempre solicitado na 2ª fase de construção, tem qualidade tanto no passe longo, como no passe curto.Numa entrevista ao Canal 11 em 2020, Diogo Boa Alma disse “eu digo aqui uma coisa que será polémica ao dia de hoje, mas eu acho que mais tarde me vão dar razão: o Morita é o melhor médio a jogar em Portugal”, hoje podemos dizer que é sem dúvida um dos melhores jogadores da Liga.

Jovem a Seguir – Ricardinho – Médio Ofensivo – 21 anos

Ricardinho é nome de craque, no Futsal português ou no Futebol brasileiro. Este Ricardinho, tal como Morita, não é um jogador imponente fisicamente, mas tem demonstrado ter um grande talento e uma grande irreverência, que lhe permitiu dar o salto de uma equipa do Campeonato de Portugal para a Primeira Liga. Nasceu no Porto e dividiu sua formação entre o Futebol Clube do Porto, Padroense e terminou no Rio Ave. Chegou ao Santa Clara em 2019/2020, mas nunca se estreou pela equipa açoriana, tendo sido emprestado ao Praiense e ao Torrense. Na equipa de Torres Vedras, foi um dos melhores jogadores do Campeonato de Portugal, o que levou a que o Santa Clara apostasse no jogador e inclusive teve alguns minutos nos jogos realizados pela equipa açoriana na Conference League e na Taça da Liga.

Ricardinho, é um médio ofensivo que se destaca pela velocidade com que executa as suas ações. É um jogador que gosta de aparecer entrelinhas, com uma boa qualidade de passe e com uma excelente tomada de decisão. É um jogador com muita entrega ao jogo, boa reação à perda, agressivo, intenso que está sempre ligado. Tem boa chegada à área e tem capacidade de fazer golos. O Médio Ofensivo Ricardinho, é um criativo, vai necessitar de tempo e paciência para se adaptar a um novo contexto, mais competitivo e com maior qualidade, mas tem tudo para ser um jogador de Primeira Liga.

Craque da Equipa – Ricardo Horta – Médio Ofensivo – 26 anos

O mais velho dos irmãos Horta é a grande figura do SC. Braga. No Minho desde 2016, na altura por empréstimo do Málaga, soma mais de 40 jogos em todas as épocas que representou o clube. Nas duas últimas, as melhores pelos arsenalistas, somou 39 golos, números impressionantes para um jogador que não desempenha as funções de número 9.

De facto, a polivalência é uma excelente característica do português, mas só consegue ser totalmente expressada através da superlativa interpretação do jogo que faz a partir de qualquer posição do ataque. Com Carlos Carvalhal tem jogado mais pelo meio, mas podemos vê-lo pela esquerda ou pela direita também com igual critério. A sua inteligência permite-lhe uma ocupação dos espaços qualitativa, traduzida nos golos e assistências que marca. Além desses, é fundamental na manobra ofensiva, e no critério que acrescenta à organização do SC. Braga.

Jovem a Seguir – Roger – Extremo – 15 anos

Roger tem sido uma das surpresas do início de época em Portugal. Com minutos na supertaça, o jogador de apenas 15 anos (!) tem sido alternativa a Galeno, face aos problemas físicos que tem evidenciado. Aos 14 já jogava com os sub-19, e foi integrado por Carlos Carvalhal nos trabalhos da equipa principal por indicação do responsável da formação bracarense.

Canhoto, o primo de Joelson Fernandes, é um fantasista. Tem uma grande capacidade no 1×1 e uma velocidade capaz de deixar para trás o mais veloz dos laterais. Na Supertaça deixou água na boca ao trocar as voltas a Esgaio no decorrer da segunda parte, mas revelou ainda alguma imaturidade nos duelos, algo natural resultante da sua idade.

Craque da Equipa – Roman Yaremchuk – Avançado – 25 anos

Depois de uma excelente temporada 20-21 e de um Euro 2020 também bastante positivo, Yaremchuk foi o avançado escolhido para complementar as atuais escolhas de Jorge Jesus. Prevê-se a saída de alguns avançados, Darwin Nuñez, Carlos Vinícius e Haris Seferović são os principais jogadores apontado à saída e dois destes avançados devem mesmo ser vendidos. Roman Yaremchuk é um avançado ucraniano com 1,91m que saiu da Ucrânia em 2017 para o Gent. Ao serviço do clube belga realizou 97 jogos na liga belga e registou 56 contribuições para golo (44G+12A). No Euro 2020, ao serviço da sua seleção, Roman realizou 5 jogos, marcou duas vezes e assistiu uma, tendo sido uma das principais figuras do seu país.

Yaremchuk é uma avançado muito forte fisicamente e também muito móvel. Tem uma capacidade técnica bastante positiva para alguém com a sua envergadura física, um remate bastante forte e tem também muita frieza em frente à baliza. Roman é bastante forte no ataque ao espaço, mas é também muito capaz a jogar em apoio, sendo um jogador bastante completo. O avançado ucraniano é um excelente jogador, está a entrar na melhor fase da sua carreira e tem todas as condições necessárias para ser uma das figuras do SL Benfica e também de todo o campeonato português.

Jovem a Seguir – Gonçalo Ramos – Avançado – 20 anos

Na temporada anterior, Gonçalo alternou entre a equipa A e a equipa B. Ao comando de Jorge Jesus realizou poucos jogos, mas sempre que desceu ao escalão inferior teve um desempenho fantástico, registando 11 golos em 11 jogos na Segunda Divisão. Esta temporada, na teoria o jovem avançado está ainda mais tapado com a chegada de Yaremchuk mas com a provável saída de dois avançados, algo referido em cima, pode abrir espaço para Gonçalo, que tem sido a principal aposta de Jorge Jesus na pré-época.

Gonçalo Ramos tem as características de um segundo avançado, sendo bastante completo e capaz em todos os momentos do jogo. É muito forte na finalização e no jogo aéreo, sendo muito forte em frente à baliza. É também forte em apoio, tem uma boa capacidade técnica e um bom entendimento do jogo, e liga-se bastante bem com os colegas de equipa. Por tudo isto, Gonçalo faria uma excelente dupla com Yaremchuk, pelo que é um forte candidato a ter bastantes minutos ao longo de toda a temporada.

Craque da Equipa – Pedro Gonçalves – Médio Ofensivo – 23 anos

Pedro Gonçalves foi o melhor marcador na época passada com 23 golos na Liga Portuguesa, se no início da competição ninguém apostaria nesse feito a verdade é que com o decorrer da prova era evidente a grande qualidade do jogador no capítulo da finalização. A capacidade de “passar” para dentro da baliza é um dos pontos fortes do jogador que trocou o Famalicão pelo Sporting na época transacta depois de uma experiência menos bem conseguida em Inglaterra no Wolves. 

É um jogador que tem vindo a evoluir, a adaptação ao 3x4x3 de Ruben Amorim foi perfeita, inicialmente muitos questionaram se a melhor posição para o jogador seria a “extremo interior” contrapondo com a sugestão para jogar no meio campo leonino. A verdade é que o tempo deu razão a Ruben Amorim que transformou o jovem criativo no jogador Chave para a conquista do título leonino. Não se diferencia só pela capacidade finalizadora, em zonas mais avançadas do campo, em zonas de criação, é um jogador decisivo pela sua capacidade de jogar em espaços curtos através da sua capacidade de associação com combinações com companheiros ou com movimentos a atacar a profundidade. Poderá ser a época de afirmação plena , não só em Portugal  onde começou com um golo magistral e decisivo na Supertaça,  mas pelo impacto que poderá ter na Liga dos Campeões.

Jovem a Seguir – Nuno Mendes – Lateral Esquerdo – 19 anos

Nuno Mendes, é provavelmente o melhor jovem a seguir da Liga, mas será este título de jovem a seguir o correto? Não será já uma certeza? Nuno Mendes tem encantado os adeptos pela sua qualidade aos 19 anos. É talvez o maior talento que poderá ser exportado, ainda esta época , para uma das 5 maiores ligas europeias. Fruto da sua maturidade e sobretudo da sua inteligência em campo, tornou este jovem português uma peça chave no modelo de Ruben Amorim.

Nuno Mendes através da sua capacidade de progressão seja por fora ou com movimentos interiores é uma arma poderosa na vertente ofensiva do Sporting, criando desequilíbrios nas defesas adversárias e a sua associação com Jovane na Supertaça deixou os adeptos leoninos com água na boca para o que aí vem. Além da sua capacidade de progressão, a capacidade de passe , de cruzamento, são dois pontos fortes na qualidade do jovem Leão. Em termos defensivos,  Nuno Mendes é extremamente competente, sendo muito difícil de bater no 1×1, muito forte na recuperação defensiva e no posicionamento. Se pode vir a ser o melhor lateral do Mundo? Neste momento é o melhor lateral esquerdo da liga.

Craque da Equipa – Marcus Edwards – Extremo Direito – 22 anos

A época 20/21 não correu tão bem a Edwards como a temporada anterior. Na realidade, foi um ano uns furos abaixo do que o Vitória poderia estar à espera, tendo em conta o projeto e plantel que a equipa tem.

O inglês continua a ser uma das, se não a figura do clube. Exímio no drible, tem uma facilidade excecional de ultrapassar adversários e apontar à baliza. Precisa de crescer no capítulo do passe, valência que se adquirir pode tornar-se num extremo de classe mundial.

Jovem a Seguir – André Almeida – Médio Centro – 21 anos

O ano passado foi a época de afirmação de André Almeida. Ainda é um jovem talento com uma margem de progressão enorme, mas já demonstra características que deixam os adeptos do Vitória de água na boca.

Tem uma capacidade de organização de jogo acima da média, tendo uma perceção dos espaços livres e de onde se posicionar muito boa. A nível do passe é muito forte, tendo ainda que melhorar no capítulo do remate. 21/22 poderá ser a época que marca a evolução e afirmação definitiva do jovem de 21 anos.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.