Menu Close

O bullying dentro dos relvados

Chamam-nos de “Mister” sem terem a noção de que as vezes em que se enganam e nos chamam de “Professor(a)” acaba por ser a definição mais correta à qual tudo aquilo que somos e fazemos nos caracteriza.

Somos parte do crescimento deles assim como, parte do caminho da aprendizagem ao longo dos seus anos de vida, e muitas das vezes a única preocupação com que nos deparamos, está exposta numa ficha de jogo, com números que acabam por definir se saímos de um jogo vitoriosos ou derrotados.

E não imaginam a quantidade de momentos que existem atrás disso. A quantidade de aprendizagens que um resultado não nos ensina. A quantidade de valores que temos que adquirir para que tudo faça sentido. A inúmera causa de que bons e maus jogos acabam por ser definidos através da ligação que existe na equipa. A importância abismal que tem que existir por cada um deles em primeiro e a seguir, por nós.

Não deixemos que as típicas expressões como o “faz parte” ou “já sabes como são os miúdos”, sejam motivo de justificações para que outras crianças sofram. Para que outras crianças desistam daquele que também é o sonho delas. Para que outras crianças se refugiem no seu canto sem poderem conseguir marcar um golo após um canto batido. Para que outras crianças queiram ir a correr para casa e que nunca tenham pressa de vir a correr para o treino. Para que outras crianças ao invés de nos fazerem sentir bestiais nos façam sentir umas bestas. Para que outras crianças nunca tenham de viver numa realidade com lágrimas nos olhos, sem nunca poderem ter a oportunidade de chorar pelo seu primeiro golo marcado.

Somos responsáveis pela formação destes jovens, onde a primazia de os ensinar a criar boas relações faz com que sejamos merecedores do lugar que ocupamos não só no relvado, como nas suas vidas.

Temos sim que nos preocupar com eles, muito para além daquilo que eles são ou não são capazes de fazer e ser em campo, porque antes de serem, por alguns minutos jogadores são pelo restos das horas, Humanos.

  • Não deixem de querer ver mais para além do que é visível !


Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.